Projeto estimula gestão inovadora em UC

Fonte Comunicação ICMBio 19/05/2013 às 18h

CréditoparaFernandoPinto03Brasília  – O presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Roberto Vizentin, participou, na manhã desta quarta (15), em Brasília, do evento de apresentação dos resultados da primeira fase do projeto Motivação e Sucesso na Gestão de Unidades de Conservação no Brasil.

A iniciativa é uma parceria do Instituto Chico Mendes com o Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ) e a Fundação Gordon and Betty Moore. Além do presidente do ICMBio, participaram da sessão de abertura o vice-presidente do IPÊ, Cláudio Padua, a representante da Fundação Moore, Kirsten M. Silvius, e a diretora de Criação e Manejo de Unidades de Conservação, Giovanna Palazzi.

Durante o evento, foram apresentados os resultados de uma pesquisa inédita, feita durante um ano entre gestores de unidades de conservação (UCs) de todo o Brasil, para avaliar iniciativas inovadoras na gestão dessas áreas e as estratégias utilizadas pelos servidores. A pesquisa teve foco em três áreas: recursos humanos, cultura de gestão e desenvolvimento local.

O presidente destacou a importância e o potencial desse projeto para os trabalhos do Instituto. “Os resultados dessa pesquisa têm muita relação com o engajamento dos próprios servidores do ICMBio e os arranjos de gestão que estão sendo promovidos nas UCs. Com a pesquisa, podemos conhecer o potencial de inovação de nossas unidades”, ressaltou Vizentin.

O vice-presidente do IPÊ, Cláudio Padua, também destacou a importância dos resultados obtidos com a pesquisa. “Tivemos grandes avanços com essa pesquisa, o Brasil é enorme e as UCs cresceram muito. Essa experiência e convivência com os gestores é de extrema importância para os resultados”, disse Padua, ao agradecer o apoio de todos os envolvidos no projeto de motivação.

125 UCs responderam questionário on-line

Na ocasião, Rafael Chiaravalloti, o pesquisador do IPÊ, apresentou o resultado do levantamento e diagnóstico das iniciativas existentes que foram constatadas por meio dos questionários enviados às 312 UCs. Dessas, 125 responderam à pesquisa on-line.

Com esses resultados, foi possível traçar eixos de solução para melhorar a gestão das UCs e definir ações para dar continuidade do projeto, entre elas, desenvolver soluções contínuas que possam ser adotadas em outras unidades, principalmente na área da gestão financeira alinhada ao planejamento estratégico do ICMBio.

Foram apresentados também os resultados da análise econômica e financeira produzida pelo consultor Antonio Farré. Ele levantou informações detalhadas sobre os recursos orçamentários das UCs. Foram entrevistados 12 gestores de diferentes unidades, além de parceiros e setores importantes na questão.

Além dos debates relacionados aos resultados apresentados, foram discutidos os encaminhamentos da iniciativa juntamente com os participantes e os próximos passos para a continuação do projeto.

O projeto

Dividido em três fases, o projeto Motivação e Sucesso na Gestão de Unidades de Conservação no Brasil tem como objetivo identificar os trabalhos desenvolvidos nas unidades de conservação e aproveitar as inovações adotadas pelos gestores.

A iniciativa foi idealizada por um grupo de trabalho do IPÊ, com o suporte financeiro da Fundação Gordon and Betty Moore, além da participação do Ministério do Meio Ambiente (MMA), do ICMBio, do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio) e da Agência Alemã de Cooperação Técnica (GIZ).

A segunda fase do projeto será a seleção e premiação de projetos e iniciativas de gestão nas unidades de conservação. Já na terceira fase, haverá a sistematização das boas práticas ou dos casos de suscesso, a elaboração de um programa de capacitação e a realização de um seminário para a divulgação dos resultados.

Comunicação ICMBio
Fonte Comunicação ICMBio 19/05/2013 ás 18h

Compartilhe

Projeto estimula gestão inovadora em UC