Professores e estudantes mexicanos protestam contra reforma da educação no país

Fonte Agência Brasil/EBC 26/04/2013 às 16h

Bogotá - Em protesto contra a reforma do sistema educativo no México, professores e estudantes protestam desde o dia  (24) em diversas regiões do país. Os manifestantes incendiaram sedes de três partidos políticos e também da Controladoria de Educação Pública do estado de Guerrero.

Um grupo de estudantes encapuzados ocupa desde sexta-feira (19) a Reitoria da Universidade Autônoma do México (Unam), a maior instituição pública do país. Eles pedem que cinco estudantes expulsos da instituição sejam reintegrados e protestam contra a mudança na lei, que altera acordos e programas estudantis

A direção da Unam reprovou hoje a ação dos jovens, dizendo que os protestos não "combinam com um centro universitário". A reitoria da universidade denunciou o grupo perante a Procuradoria-Geral da República do país (PGR).

Na terça-feira (23) o Congresso aprovou a Lei de Educação Pública e não incluiu as propostas do professores. Além dos incêndios, os manifestantes bloqueiam rodovias em algumas regiões do país.

Desde fevereiro, quando o presidente mexicano, Enrique Peña Neto, enviou a proposta com várias mudanças constitucionais na estrutura da educação básica do país ao Congresso, os professores fazem manifestações.

Agência Brasil/EBC
Fonte Agência Brasil/EBC 26/04/2013 ás 16h

Compartilhe

Professores e estudantes mexicanos protestam contra reforma da educação no país