Procura por tratamentos que utilizam acupuntura aumenta 272% na rede pública de saúde

Fonte Blog da Saúde 12/05/2013 às 11h

O procedimento, de origem chinesa e praticado há mais de 2 mil anos, consiste na inserção de agulhas na pele com o objetivo de prevenir e tratar doenças, promovendo a saúde

acupuntura pelo SUSAmpliar
  • acupuntura pelo SUS

Estudos científicos confirmam que a acupuntura é indicada e eficiente para o tratamento de doenças respiratórias, oftalmológicas, distúrbios da cavidade bucal, gastrointestinais, ortopédicos e neurológicos.

O médico acupunturista Márcio Rondinelli afirma que a técnica não é uma terapia mágica. “Como qualquer outro tipo de tratamento, clínico ou cirúrgico, pode proporcionar resultados bons, regulares ou ruins. Em alguns casos, pode diminuir o uso de medicamentos”, diz o médico especialista em dor do Instituto Nacional de Ortopedia e Traumatologia (Into), hospital vinculado ao Ministério da Saúde. Segundo o especialista, pacientes com dor crônica e aguda costumam superlotar as emergências, gerando gastos para o sistema público de saúde. “Sessões de acupuntura podem aliviar estas dores, reduzindo os custos dos serviços de saúde”, afirma.

Atendimento pelo SUS

Os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) podem usufruir das sessões da acupuntura. Para garantir acesso gratuito da população às práticas alternativas, o Ministério da Saúde criou, em 2006, a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) – instaurada conforme a Portaria nº 971, de 3 de maio de 2006.

A política recomenda ações e serviços no SUS para a prevenção, promoção e recuperação da saúde com métodos não convencionais, além de propor o cuidado continuado, humanizado e integral dos pacientes. Fazem parte desses procedimentos a Homeopatia, a Medicina Tradicional Chinesa, como acupuntura, dentre outros

Com a política nacional, o acesso da população a essas práticas na rede pública de saúde cresceu consideravelmente nos últimos anos. Em 2012, foram realizadas mais de 850 mil sessões de acupuntura. Em 2010, foram 362.100, o que representa um crescimento de 272%. No ano passado, foram aplicados cerca de R$ 1,9 milhão nos atendimentos em acupuntura.

Atualmente, 4.139 estabelecimentos de saúde ofertam serviços de Práticas Integrativas e Complementares no SUS, sendo 908 estabelecimentos cadastrados para ofertar a prática da acupuntura. A população é atendida, principalmente, nas Unidades Básicas de Saúde, nos hospitais e nos Núcleos de Apoio à Família (NASFs).

Vantagens da Acupuntura

O custo das sessões de acupuntura não é muito elevado se comparado a tratamentos de alto custo dor crônica, e também os poucos efeitos colaterais.

O Instituto do Câncer do Estado de São Paulo oferece o tratamento para os pacientes que são tratados e acompanhados pelo hospital. As principais recomendações de acupuntura para os pacientes oncológicos são para o controle de náusea e vômitos, boca seca, insônia, ansiedade e dormência de pés e mãos.

Blog da Saúde
Fonte Blog da Saúde 12/05/2013 ás 11h

Compartilhe

Procura por tratamentos que utilizam acupuntura aumenta 272% na rede pública de saúde