Procon-DF: mais de 66% das queixas não foram atendidas em 2012

Fonte Agência Brasil 15/03/2013 às 20h

 

Brasília – No ano passado, mais de 66% das reclamações feitas por consumidores ao Procon do Distrito Federal não foram atendidas pelas empresas. De acordo com o órgão, das 1.599 queixas recebidas, 531 foram atendidas e 1.065 não foram atendidas no período de janeiro a dezembro de 2012.

De acordo com o diretor-geral do Procon-DF, Oswaldo Morais, o consumidor está mais exigente e conhecedor de seus direitos. “Temos que criar mecanismos para melhorar a educação do consumo”, disse. O diretor recomenda que o cliente que tiver alguma queixa procure primeiro a empresa. “Não resolvendo, o consumidor deve ir de imediato ao Procon”, explicou. As empresas com mais reclamações são companhias de telefonia e bancos. Entre as que menos solucionaram as queixas estão lojas de móveis, eletrodomésticos, roupas e supermercados.

As empresas que não resolvem as reclamações dos clientes podem ser multadas, valor que varia de R$ 414 a R$ 6 milhões, dependendo do tipo de infração e da quantidade de vezes cometida. De 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2012, o Procon-DF fez 197 mil atendimentos, entre eles recebimento de queixas, consultas e orientações.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 15/03/2013 ás 20h

Compartilhe

Procon-DF: mais de 66% das queixas não foram atendidas em 2012