Prévia mostra inflação oficial estável

Fonte Agência Brasil 19/11/2009 às 0h
O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15), ficou em 0,23% em agosto, percentual bem próximo ao de julho, de 0,22%. O índice é uma prévia do IPCA, usado pelo governo para fixar as metas de inflação. Os dados foram divulgados hoje (25) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com o resultado, a alta acumulada é de 2,95%, valor bem abaixo, porém, dos 4,69% registrados no mesmo período do ano passado. Em agosto de 2008, o IPCA-15 ficou em 0,35%. A meta de inflação para 2009, determinada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), é de 4,5%, com margem de tolerância de dois pontos percentuais para cima ou para baixo.

O IBGE atribui a estabilidade do resultado à menor variação nos preços dos alimentos, que apresentaram queda de 0,28% em agosto, enquanto em julho haviam registrado alta de 0,33%. Segundo o instituto, os itens que mais contribuíram para a desaceleração nos preços dos alimentos foram o leite pasteurizado, o açúcar refinado, o açúcar cristal, o feijão carioca, as carnes, a batata-inglesa, o tomate, o óleo de soja, o frango e o iogurte.

Os preços dos produtos não alimentícios tiveram alta em agosto de 0,38%, quase o dobro da variação de julho (0,19%). Os destaques foram os artigos de vestuário e a energia elétrica. Para o cálculo do IPCA-15 de agosto, os preços foram coletados entre os dias 15 de julho e 13 de agosto e comparados aos vigentes entre 16 de junho e 14 de julho.

Assim como o IPCA, o indicador refere-se a famílias com rendimentos de um a 40 salários mínimos e abrange as regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, de Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, São Paulo, Belém, Fortaleza, Salvador e Curitiba, além de Brasília e do município de Goiânia. A diferença entre os dois índices está no período de coleta de preços.
Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Prévia mostra inflação oficial estável