Presidente do Senado cria comissão de sindicância para investigar denúncia de fraude em aposentadorias por invalidez

Fonte Agência Brasil 20/05/2013 às 21h

 

Brasília - O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), determinou hoje (20) a instalação de uma sindicância para apurar as denúncias de que dois ex-servidores da Casa, que se aposentaram por invalidez, voltaram a trabalhar depois do afastamento.

Renan determinou ainda que uma junta médica do Senado reveja todas as aposentadorias por invalidez na Casa. O objetivo é reverter judicialmente todos os benefícios que tenham sido concedidos mediante conduta fraudulenta dos servidores.

A reportagem da Rede Globo mostrou que dois servidores voltaram à ativa aparentando boas condições de saúde depois de se aposentarem por invalidez. Com isso, eles acumulavam a aposentadoria integral à qual tinham direito pelo Senado com os salários de seus novos empregos.

A determinação do presidente do Senado é que o Portal da Transparência agora passe a publicar as aposentadorias dos servidores classificando se é por tempo de serviço, de contribuição ou por invalidez.

Três servidores compõem a comissão de sindicância. Não há tempo definido para que eles concluam os trabalhos, mas em nota o presidente do Senado disse que quer o resultado da investigação “em um curtíssimo prazo”.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 20/05/2013 ás 21h

Compartilhe

Presidente do Senado cria comissão de sindicância para investigar denúncia de fraude em aposentadorias por invalidez