Presidente da Petrobras profere aula inaugural nos 50 anos da Coppe

Fonte Agência Petrobras 05/05/2013 às 12h

A presidente da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster, ministrou na sexta-feira (3/5) no Instituto de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe-UFRJ) a aula inaugural “Os desafios da Petrobras e do setor de petróleo e a parceria com a universidade”. A conferência fez parte da programação comemorativa dos 50 anos da instituição.

 

Durante a palestra, Graça Foster destacou a importância dos investimentos em pesquisa e desenvolvimento (P&D) para a execução do Plano de Negócios e Gestão da Petrobras e também para a democratização do conhecimento. “Pesquisa não anda sem negócios, e vice-versa. Nesse contexto, temos que trabalhar sempre em rede, promovendo a democratização do conhecimento na área de energia”.

 

Atualmente a Petrobras promove 49 redes temáticas de conhecimento, que envolvem 88 universidades brasileiras e instituições de ciência e tecnologia. A Coppe participa de 34 das redes temáticas. De acordo com a presidente, é importante que essas redes trabalhem sempre em sintonia com os projetos da Petrobras. “Existe um trabalho muito forte com as universidades para contribuir na carteira de projetos da Petrobras. É um desafio grande levar a produção de conhecimento para os projetos”, afirmou.

 

Petrobras e a Coppe

 

Só em 2012, a Petrobras investiu US$ 1,1 bilhão de recursos associados aos investimentos obrigatórios em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e em treinamento. Antes da aula inaugural, a presidente visitou o Núcleo Interdisciplinar de Dinâmica dos Fluidos (NIFD), inaugurado em março de 2013, onde são estudadas soluções para os atuais desafios da indústria de petróleo. O núcleo, com 5.400 m² de área construída, conta com três laboratórios para estudos sobre processos de escoamento de óleo e gás.

A cooperação entre a Coppe e a Petrobras teve início nos anos 70, quando a Companhia firmou com a instituição um acordo de cooperação para superar os desafios da exploração e produção de petróleo no mar. Até hoje a parceria já gerou mais de 2 mil projetos de pesquisa, formou centenas de mestres e doutores e resultou na criação de cursos de pós-graduação lato sensu e de especialização. A presidente Graça Foster é mestre em Engenharia Química e pós-graduada em Engenharia Nuclear pela Coppe/UFRJ.

 

Plano Estratégico 2030

 

A presidente afirmou que até julho será concluído o Plano Estratégico 2030 da Petrobras, com importantes inclusões na carteira de projetos de P&D. Graça Foster também disse que em 2020 a Petrobras terá dobrado de tamanho e produzirá diariamente 4,2 milhões de barris de óleo por dia. “Não tenho dúvidas de que vamos chegar em 2017 produzindo 2,75 milhões de barris de óleo por dia, com o que já está contratado, com produção diária de 4,2 milhões de barris de óleo em 2020”, disse Graça Foster.

 

Ressaltou a presidente da Petrobras que o índice de sucesso exploratório no pré-sal, hoje em 82%, é o maior que existe na indústria mundial de óleo e gás, em atividades offshore. "Quando me perguntam se o pré-sal é uma realidade, faço questão de dizer que a produção do pré-sal é uma realidade, com 311 mil barris diários, alcançada no dia 17 de abril. Além disso, fizemos 53 descobertas nos últimos 14 meses, das quais 25 marítimas, sendo 15 no pré-sal”, lembrou.

 

Agência Petrobras
Fonte Agência Petrobras 05/05/2013 ás 12h

Compartilhe

Presidente da Petrobras profere aula inaugural nos 50 anos da Coppe