Presidente dá apoio a servidores da APA de Cairuçu

Fonte Comunicação ICMBio 22/04/2013 às 10h

Brasília  – “A vinda do presidente foi muito importante para dar respaldo institucional às nossas ações, ao nosso trabalho de proteção do meio ambiente. Foi emblemática, porque representou a presença mais forte do estado brasileiro, do governo federal na região”, disse o analista ambiental Eduardo Godoy, ao comentar a visita na sexta (19) do presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Roberto Vizentin, à Área de Proteção Ambiental (APA) de Cairuçu, em Paraty.

Godoy é chefe da APA, onde, na semana passada, uma bomba caseira explodiu na casa de uma servidora do ICMBio. O atentado, o segundo em menos de um ano, foi entendido como mais uma pressão contra o trabalho dos funcionários da unidade de conservação (UC) no combate a irregularidades ambientais. Em julho, outra servidora teve o carro incendiado. Além disso, analistas do Instituto queixam-se, frequentemente, de intimidações de vários tipos.

Vizentin chegou a Paraty no início da manhã. Logo cedo, reuniu-se com as duas servidoras vítimas dos atentados recentes. Elas deram detalhes sobre os acontecimentos. O presidente considerou os fatos inaceitáveis e garantiu que o Instituto fará tudo para garantir a segurança e integridade dos servidores.

Depois, Roberto Vizentin participou de reunião ampliada com analistas das UCs da região – além da APA de Cairuçu, o Parque Nacional da Bocaina e a Estação Ecológica de Tamoios. Em relação à APA, ficou acertada a criação de força-tarefa, com apoio de coordenações gerais em Brasília, para agilizar a revisão do plano de manejo e resolver a questão das ilhas. O surgimento de construções irregulares nas ilhas e zona costeira da UC é uma das principais fontes de conflito. O presidente ratificou ainda os limites do parque da Bocaina na Vila de Trindade, outro foco de ocupações ilegais.

No fim da manhã, Vizentin recebeu na sede da APA representantes do Instituto do Ambiente do Rio de Janeiro (Inea) e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O encontro serviu para fortalecer a parceria com esses órgãos, que desenvolvem, desde algum tempo, ações conjuntas com o ICMBio em Paraty e Angra. À tarde, o presidente conversou com o prefeito da cidade, Carlos José Gama Miranda, o Casé, e o presidente da Câmara Municipal, Luciano Vidal. Eles também prometeram trabalhar afinados com o Instituto.

O atentado a bomba à casa da analista do ICMBio está sendo investigado pela Polícia Federal. O inquérito está sob a responsabilidade da delegada Gladys Regina Vieira Miranda, da PF em Angra dos Reis. Ela já ouviu depoimentos e tenta localizar imagens de algum comércio próximo à residência da servidora que ajude a esclarecer os fatos. Os resultados devem sair em 30 dias.

Comunicação ICMBio
Fonte Comunicação ICMBio 22/04/2013 ás 10h

Compartilhe

Presidente dá apoio a servidores da APA de Cairuçu