Polícia prende 50 acusados de associações mafiosas

Fonte Agência Brasil 19/11/2009 às 0h
A polícia da Catânia, na Sicília, prendeu hoje 50 pessoas e a Procuradoria local pediu à Justiça a ordem de prisão preventiva de outras 20, para evitar uma sequência de assassinatos por vingança entre dois grupos mafiosos rivais pelo controle da província.

Esses 70 envolvidos foram acusados de associação mafiosa e quase todos fazem parte do clã de Salvatore Capello que, segundo a polícia, organizava o assassinato de dois membros do clã rival, Santapaola.

De acordo com os costumes das associações mafiosas, esses assassinatos poderiam dar início a uma longa sequência de vinganças e contra-vinganças.

Segundo informou o procurador Vincenzo D"Agata, a "brilhante investigação" foi possível graças a prisão de Capello, que atualmente encontra-se detido.

Entre os presos há também um agente de polícia que foi filmado enquanto entregava documentos e dava informações sobre investigações em curso. Ele foi acusado de violação de segredo sumarial. Outro policial será interrogado pelo mesmo delito.

"Queremos acabar com o crime organizado, porque queremos vencer a guerra", disse o ministro do Interior, Roberto Maroni, ao comentar a operação de hoje.

Segundo explicou o ministro, as ações do governo contra o crime organizado "são uma prioridade absoluta, o nosso emprenho é extraordinário e os resultados estão vindo e são muito importantes, principalmente, os que se referem à apreensão de bens dos mafiosos e à prevenção ao enriquecimento ilícito com as infiltrações nos contratos públicos".

No mês de agosto, o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, anunciou um plano contra a máfia, que passaria a vigorar no mês seguinte. Entre as propostas, estava a criação de um fundo com os bens apreendidos, que seria destinado à luta contra as organizações mafiosas.
Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Polícia prende 50 acusados de associações mafiosas