Polícia Federal investiga uso indevido de senhas de acesso à rede Infoseg

Fonte Agência Brasil 19/03/2013 às 20h

Brasília – O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, informou hoje (19) que a Polícia Federal está investigando o uso indevido de senhas de policiais para acesso à Rede Infoseg, que concentra os bancos de dados das secretarias de Segurança Pública e dos Detrans de todo o país. Cardozo negou que o sistema tenha sido invadido por hackers na semana passada e garantiu que servidores que fornecerem senhas para áreas fora da segurança pública "serão punidos exemplarmente".

Cardozo, que falou na reunião da comissão geral da Câmara dos Deputados que discute projetos ligados à segurança pública, não quis dar maiores informações sobre o assunto, alegando necessidade de sigilo.

Na reunião, o ministro destacou que está em fase de aperfeiçoamento a formação do Sistema Nacional de Estatística e Informação em Segurança Pública (Sisnep). Ele disse que o Sisnep vai enriquecer os bancos de informações sobre crimes, o que facilitará o trabalho de investigação policial.

Outra questão abordada foi o aperfeiçoamento do sistema prisional, que, segundo Cardozo, é prioridade do governo, que está disposto a investir R$ 1,1 bilhão na área. Ele defendeu a aprovação de projeto que cria facilidades para a execução de obras nos presídios, a exemplo do que foi feito nas contratações de obras para a Copa do Mundo.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 19/03/2013 ás 20h

Compartilhe

Polícia Federal investiga uso indevido de senhas de acesso à rede Infoseg