Polícia encontra armas que mafiosos teriam usado para matar canadenses

Fonte Ansa flash 10/05/2013 às 20h

Os corpos dos dois canadenses foram encontrados carbonizados em um aterro sanitário na quarta-feira em Casteldaccia, na Itália

PALERMO, 10 (ANSA) - A polícia da capital siciliana encontrou nesta sexta-feira duas pistolas que podem ter sido usadas pelos irmãos Pietro e Salvatore Scaduto, detidos ontem, para matar dois chefes do narcotráfico canadense, Juan Ramón Fernández e Fernando Pimentel, que estavam foragidos em Bagheria, perto de Palermo.

Os corpos dos dois canadenses foram encontrados carbonizados em um aterro sanitário na quarta-feira em Casteldaccia. As armas foram achadas perto de um lixão.

Segundo informações do jornal Corriere della Sera, pelo menos um dos irmãos Scaduto viveu algum tempo no Canadá.

Segundo os investigadores, contudo, as duas pistolas não foram as únicas armas usadas para matar Fernández e Pimentel. Os irmãos Scaduto teriam feito parte um bando maior que assassinou os dois canadenses, mortos com mais de 30 disparos.

A polícia siciliana investiga se os dois foram mortos sob ordens do chefão ítalo-canadense Vito Rizzuto, o qual temia que Fernández, que era seu subordinado na organização criminosa, se aliasse com um grupo rival da Cosa Nostra no Canadá. Os médicos legistas farão novos exames nos corpos de Fernández e Pimentel, carbonizados, para confirmar se os disparos que partiram das duas armas mataram os dois.

Ansa flash
Fonte Ansa flash 10/05/2013 ás 20h

Compartilhe

Polícia encontra armas que mafiosos teriam usado para matar canadenses