Plataforma de energia nuclear integra ranking mundial

Fonte MCTI* 05/08/2014 às 22h
A plataforma 'CarpeDien – Dados e Informações em Energia Nuclear' do Instituto de Engenharia Nuclear (Ien), passou a integrar o ranking mundial de repositórios digitais produzido pelo Cybermetrics Lab, a maior organização de pesquisa pública da Espanha.

Uma das poucas bases dedicadas exclusivamente ao conhecimento produzido na área nuclear, a CarpeDien se incorporou ao ranking no fim de julho. Com ela, são 45 as instituições brasileiras participantes da lista de repositórios, dentre as quais a Universidade de São Paulo (USP), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), bem como institutos de pesquisa vinculados ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

O ranking reúne cerca de 2 mil repositórios produzidos por instituições de pesquisa no mundo inteiro, com o objetivo de apoiar iniciativas de acesso aberto a publicações científicas e outros materiais acadêmicos disponibilizados em formato digital, além de fornecer indicadores para medir a visibilidade e o impacto desses repositórios.

Segundo uma das idealizadoras da plataforma CarpeDien, Luana Sales, responsável pelo Setor de Biblioteca e Informação Científica do Ien, os repositórios digitais institucionais são bases de informação criadas de acordo com tecnologias e padrões adotados internacionalmente e têm como finalidade promover a preservação, curadoria e disseminação da memória digital técnico-científica produzida por uma instituição.

A escolha do nome de batismo da base CarpeDien brinca com a sonoridade e com o sentido da expressão de origem latina carpe diem (“aproveitar o momento presente”), convidando a usufruir o conhecimento produzido pelo Ien. Além disso, sintetiza o princípio que orientou a criação da plataforma e o diferencial buscado em relação a outros repositórios nacionais, ou seja, o de permitir o aproveitamento máximo da produção técnica e científica gerada pelo instituto.

Ien e Cnem

O Instituto de Engenharia Nuclear (Ien) é uma unidade da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnem), órgão vinculado ao MCTI.

Suas atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação geram produtos e serviços como patentes, publicações, licenciamento de tecnologias, fornecimento de radiofármacos, ensaios e análises de materiais, recolhimento de rejeitos radioativos, consultorias e formação de recursos humanos.

A Cnem é uma autarquia federal também vinculada ao MCTI, cujas competências incluem a colaboração para a formulação da Política Nacional de Energia Nuclear. O órgão é responsável também por executar ações de pesquisa, desenvolvimento, promoção e prestação de serviços na área de tecnologia nuclear.

*Com informações:
Instituto de Engenharia Nuclear
Cnen
MCTI*
Fonte MCTI* 05/08/2014 ás 22h

Compartilhe

Plataforma de energia nuclear integra ranking mundial