Plano de fiscalização da retirada de madeira de Belo Monte é finalizado pelo Ibama

Fonte Ascom/Ibama 21/05/2012 às 21h
 Equipes de fiscalização do Ibama realizaram na semana passada vistorias aéreas e terrestres nos sítios de construção da usina hidrelétrica Belo Monte, para elaborar o plano de fiscalização da exploração das Autorizações de Supressão da Vegetação na obra. A ação visou a coleta de dados e imagens das rotas oficiais de escoamento de madeira e lenha, bem como pontos sensíveis para possíveis intervenções de infratores externos à obra.

A fiscalização vai companhar a extração do material das áreas a serem alagadas e a destinação correta do produto, com o objetivo de impedir a geração e comercialização de créditos fictícios de madeira para o mercado ou qualquer outro tipo de irregularidade.

Estão previstas vistorias técnicas em toda a madeira e lenha que for esplanada em pátios de estocagem para, posteriormente, serem gerados os créditos no sistema de Documento de Origem Florestal (DOF). Após a inserção dos créditos no sistema, o empreendedor poderá receber o DOF para transportar o produto até o primeiro destino que irá beneficiar a madeira ou utilizar a lenha. No momento do transporte, todas as cargas e destinos serão fiscalizados, com o objetivo de garantir que somente madeira e créditos legais saiam da obra para o mercado madeireiro.

Durante todo o processo de retirada e comercialização de madeira e lenha, serão feitas análises rotineiras de movimentação nos sistemas DOF e Sisflora, com o objetivo de analisar possíveis irregularidades praticadas quando a madeira ou lenha já estiverem no mercado. "A ação completa de fiscalização, da retirada da madeira até seu consumo, é importante para garantirmos a legalidade da madeira extraída da área que será alagada na usina de Belo Monte", comentou o diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Ramiro Martins-Costa.

 

Ascom/Ibama
Fonte Ascom/Ibama 21/05/2012 ás 21h

Compartilhe

Plano de fiscalização da retirada de madeira de Belo Monte é finalizado pelo Ibama