Piquet Jr: "Me arrependo de não ter aceitado mais desafios"

Fonte XYZ Live Press / X Team Mitsubishi Racing 11/04/2013 às 10h

 

Maduro e cada vez melhor como piloto, Nelsinho diz que mudaria diretrizes da carreira para aproveitar melhor as ofertas que surgiram em paralelo aos campeonatos a que se dedicou. Ele encara uma delas nos X Games, na semana que vem

Um dos principais nomes da nova geração do automobilismo brasileiro, Nelsinho Piquet vem mostrando que gosta de desafios. O mais novo deles será sua estreia ao volante de um Mitsubishi EVO XTR no campeonato Global Rallycross Championship, nos X Games, competindo pela equipe brasileira X Team Mitsubishi Racing. A competição acontece de 18 a 21 de abril em Foz do Iguaçu (PR).

Esse apreço por novidades vem sendo reafirmado por Piquet depois da tradicional e bem sucedida carreira nos monopostos, nos quais amealhou dois títulos na F-3, um vice-campeonato na GP2, além da passagem pela Fórmula 1 com pódio na temporada de estreia. Em 2010 o jovem Piquet mudou o foco de sua carreira para os Estados Unidos, com a meta de desbravar a principal competição de carros de turismo no mundo, a Nascar.

Foco excessivo na F-1. Um erro? - Apenas três anos depois, Nelsinho disputa uma das duas principais divisões do torneio, conhecida como Nationwide. E é, de longe, a principal esperança brasileira de um título na difícil, competitiva e, em termos esportivos, sensacional categoria norte-americana. "Estou onde o automobilismo está. Sempre tive em mente participar do maior número possível de corridas em diversas categorias e é assim que estou fazendo. Quero viver a experiência de participar de tudo o que puder neste esporte", afirma Nelsinho, que ainda confessou ter deixado passar oportunidades importantes no passado por ter concentrado suas energias exclusivamente em outro objetivo fixo, a Fórmula 1.

"Me arrependo de umas coisas (no automobilismo), oportunidades que eu poderia ter aproveitado e que recusei. Se eu pudesse voltar atrás, teria feito mais corridas na minha carreira. Só estaria aprendendo com isso. Acho que qualquer jovem, que está começando a pilotar e quer evoluir, tem que aproveitar o máximo que puder. Isso eu mudaria", comenta Piquet, único brasileiro a vencer corridas na Nascar, com triunfos em três divisões, tanto em pista mista quanto em ovais de características variadas.

Dado surpreendente - Adaptado ao calendário norte-americano, Piquet conta que por lá muitos pilotos correm não só aos finais de semana, resultando em um número grande de eventos no ano. "Lá é normal um piloto fazer de 130 a 150 corridas por temporada, em várias categorias", frisa ele, revelando um dado surpreendente para a realidade do esporte a motor brasileiro.

"Mesmo às vezes desviando um pouco a atenção (para uma categoria diferente), estamos pilotando. Por mais que um carro tenha mais ou menos potência do que o que você pilota normalmente, seja na terra ou no asfalto, o piloto está treinando, praticando dentro daquele cockpit, pegando a mão de vários tipos de carro. E isso é o mais importante para qualquer piloto", sustenta Piquet Jr.
Novidade nos X Games, a equipe brasileira X Team Mitsubishi Racing terá Nelsinho Piquet como um de seus pilotos. Ao lado de Guilherme Spinelli, ele integra o time que estreará no campeonato Global RallyCross nas chamadas "olimpíadas dos esportes radicais". Pilotos de ponta em suas respectivas especialidades, os dois se revezarão ao volante do modelo Mitsubishi EVO XTR nas nove etapas do torneio. E Piquet Jr. fará a primeira corrida, no final de semana de 18 a 21 de abril, em Foz do Iguaçu (PR).

"Estou muito empolgado com essa oportunidade de poder correr no Brasil e participar de um evento importante como os X Games", conta Nelsinho. "Além disso, nunca estive em Foz do Iguaçu e me parece ser um lugar muito bonito, que sempre tive vontade de conhecer", destaca o autor da primeira vitória na Nascar do X Team Racing, na divisão K&N Pro Series East.


SOBRE O X TEAM MITSUBISHI RACING

Baseada em Charlotte (Carolina do Norte, EUA), a equipe foi fundada em março de 2011 pelo empresário Geraldo Rodrigues Júnior para ajudar no ingresso de pilotos brasileiros e latinos no mundo das competições da Nascar. Depois de causar grande sensação em sua temporada de estreia, o time venceu sua primeira corrida já em março de 2012, no circuito de Bristol, no campeonato K&N Pro Series East. Com apoio da Petrobras e patrocínio de SKY, Mitsubishi e Outback, a estreia da equipe no Global Rallycross Championship dos X Games está agendada para a primeira etapa de 2013, em Foz do Iguaçu (PR).
SOBRE OS X GAMES
Criado em 1995 nos Estados Unidos com o nome The Extreme Games, os X Games são considerados a Olimpíada dos esportes radicais. O evento é reconhecido no mundo todo como referência em esportes de ação. A partir de 2013, os X Games passam a ter seis eventos ao redor do mundo, com Foz do Iguaçu se juntando a Aspen (EUA), Tignes (FRA), Barcelona (ESP), Munique (ALE) e a cidade-sede Los Angeles (EUA). No Brasil, os melhores atletas das modalidades Moto X, Global RallyCross, Skate e BMX disputarão medalhas de ouro, prata, bronze e prêmios em dinheiro em 15 competições. No GRC, categoria do X Team Mitsubishi Racing, dezesseis pilotos correm em uma pista que se alterna entre asfalto e terra. Na briga pelo ouro, são classificados dez pilotos para a fase final. Eles disputam uma corrida de seis voltas, na qual vence quem ultrapassar primeiro a linha de chegada.


SOBRE A SKY

A SKY é a maior a operadora de TV por assinatura via satélite do país. Transmite seu sinal 100% digital para todos os seus assinantes, em todo território nacional. É a operadora que trouxe o maior número de inovações tecnológicas em televisão no Brasil aliada a melhor programação e excelência no atendimento aos mais de 17 milhões de telespectadores que possui. Em 2011, mais uma vez, a SKY foi pioneira com o lançamento da primeira operação de banda larga 4G na América Latina. No segmento esportivo, apoia atletas e equipes de ponta em diversos segmentos, como a equipe Red Bull/SKY (Stock Car), o Pinheiros/SKY e o SKY/Basquete Cearense (basquete masculino), o Unilever do técnico Bernardinho (vôlei feminino), além dos atletas Vitor Belfort (UFC) e Felipe Nasr (GP2).
SOBRE A MITSUBISHI
A Mitsubishi Motors do Brasil, presente no país há 23 anos, é a única operação industrial de veículos Mitsubishi no mundo que não pertence à marca japonesa. Com uma fábrica instalada em Catalão (GO), a MMCB conta hoje com mais de 180 concessionárias, que levam veículos de última geração e todo o espírito inovador da marca para os vários cantos do território nacional. No segmento esportivo, organiza os ralis Mitsubishi Motorsports, Mitsubishi Outdoor e Mitsubishi Cup, além da competição de pista Mitsubishi Lancer Cup, e apoia atletas de ponta, como a dupla da Equipe Mitsubishi Petrobras, Guiga Spinelli e Youssef Haddad, o velejador Beto Pandiani, o surfista Carlos Burle, o multiesportista Luis Roberto Formiga, o alpinista Rodrigo Raineri, o paraquedista Luigi Cani e o piloto Ulysses Bertholdo.


SOBRE A PETROBRAS

A primeira vez que a Petrobras exibiu sua logomarca em uma competição esportiva foi em 1956, na corrida de estreia das Mil Milhas Brasileiras de automobilismo. Atualmente, os patrocínios da Companhia a competições automobilísticas estão alinhados ao Programa Petrobras Esporte Motor, que tem como principal objetivo apoiar o automobilismo/motociclismo por meio da cooperação tecnológica e/ou patrocínios a eventos incluindo fornecimento de combustíveis e/ou lubrificantes, utilizando as competições como campos de pesquisas e desenvolvimento dos nossos produtos permitindo que os mesmos sejam testados e aprovados por quem os utiliza sob as condições mais rigorosas. Entre as categorias em que a Petrobras está presente podem ser citadas a Copa Petrobras de Marcas (Turismo), a Fórmula Truck (Caminhões), a Equipe Mitsubishi Petrobras (Rali), a Moto 1000 GP, a Seletiva de Kart Petrobras (Kart) e a Baja SAE Brasil-Petrobras.

SOBRE O OUTBACK STEAKHOUSE
A rede Outback Steakhouse possui 41 restaurantes no Brasil e está presente em 19 cidades e 11 estados brasileiros. No mundo está em 22 países entre Europa, Américas, Ásia e Oceania. O primeiro restaurante no país foi inaugurado na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, em 1997. Com seus cortes de carne especiais, o Outback caiu no gosto do brasileiro graças à qualidade, fartura e sabor marcante da culinária oferecida, somada à descontração no atendimento e às instalações aconchegantes.

XYZ Live Press / X Team Mitsubishi Racing
Fonte XYZ Live Press / X Team Mitsubishi Racing 11/04/2013 ás 10h

Compartilhe

Piquet Jr: "Me arrependo de não ter aceitado mais desafios"