PF prende sete suspeitos de fraude em licitações públicas

Fonte Agência Brasil 07/05/2013 às 17h

 

Brasília – A Polícia Federal (PF) no Amazonas prendeu hoje (7) seis empresários e uma servidora pública por suspeita de corrupção. As prisões fazem parte da Operação Martelo que visa a combater organizações criminosas suspeitas de fraudes em licitações, corrupção de servidores públicos e desvio de recursos públicos de órgãos federais em Manaus e Rondônia, informou a PF, em nota.

As investigações indicam que as fraudes envolvem licitações e contratos públicos cujos valores superam R$ 40 milhões. Os agentes ainda cumprem 30 mandados de busca e apreensão, 19 de afastamento de servidores públicos de suas funções, 19 de sequestro de bens móveis, e três de sequestro de bens imóveis. Mais 60 pessoas serão ouvidas, entre investigados e testemunhas.

Os mandados estão sendo cumpridos em Manaus e Parintins (AM) e em Porto Velho (RO). A operação é feita em conjunto com a Controladoria-Geral da União (CGU) e a Receita Federal. Ao todo, participam da operação 150 policiais, 16 servidores da CGU e 20 da Receita. Os nomes dos sete presos não foram divulgados para manter o sigilo das investigações.

As apurações da Operação Martelo foram iniciadas em 2007. Segundo a PF, o nome da ação faz referência ao instrumento de trabalho de pregoeiros e leiloeiros, uma vez que a maioria dos crimes investigados foi cometida no âmbito de licitações públicas.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 07/05/2013 ás 17h

Compartilhe

PF prende sete suspeitos de fraude em licitações públicas