Petrobras participa de evento sobre educação na engenharia do petróleo

Fonte Agência Petrobras 28/04/2013 às 20h

 Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP) realizou, na quinta-feira, 25, no Rio de Janeiro, o workshop "Os Desafios da Educação na Engenharia do Petróleo", com objetivo de promover a discussão e troca de experiências entre universidades, representantes de empresas e do governo, para desenvolvimento e formação de profissionais para o mercado de trabalho global.

 

O evento, que contou com patrocínio da Petrobras, teve como foco áreas e temas fundamentais para a qualificação da próxima geração de engenheiros de petróleo, a fim de que atendam às expectativas da indústria de Óleo e Gás e sejam capazes de propor soluções criativas para as novas fronteiras de exploração.

 

A abertura contou com a participação do gerente-geral da Universidade Petrobras, José Alberto Bucheb, que destacou a importância do papel da Universidade Petrobras na formação de engenheiros, com foco nas necessidades da Companhia. “A capacitação dos empregados da Petrobras tem sido um importante fator para o aumento das reservas e da produção de petróleo no País e contribui para que a empresa seja uma das líderes nas atividades de perfuração e produção em águas profundas”, reforçou.

 

De acordo com o gerente-geral, a Companhia possui cerca de 2.700 engenheiros de petróleo e, em média, estes profissionais treinaram 190 horas ao longo de 2012. Neste mesmo ano, a Companhia formou 159 profissionais e realizou 5 seminários, 21 encontros técnicos e 20 workshops. As principais áreas de atuação do engenheiro de petróleo da Petrobras são engenharia de poço, engenharia de reservatórios, elevação e escoamento e operação da produção. Nos últimos anos, a Companhia criou novos cursos de formação para especializar os engenheiros, sendo eles Engenharia Submarina, Engenharia de Processamento para Exploração & Produção e Segurança Operacional de Sondas.

 

Também participaram do evento o consultor da Petrobras, Nereu Milani de Rossi, o presidente da Sociedade dos Engenheiros de Petróleo (SPE) - Seção Brasil, Farid Shecaira, e o secretário-executivo do IBP, Milton Costa Filho, e outros. Os principais temas em debate foram a preparação e o treinamento de profissionais para enfrentar os desafios tecnológicos da atividade, sobretudo com a exploração do pré-sal, e a crescente necessidade destes profissionais no cenário atual e futuro.
O primeiro tema em debate foi “Currículo Mínimo para a Educação em Engenharia de Petróleo”, em que foram abordadas as habilidades específicas do engenheiro de petróleo recém-formado no Brasil e a expectativa da indústria em relação aos conhecimentos técnicos necessários a esse profissional para competir no mercado global.

 

A segunda parte teve como foco a “Importância da Interação Universidade – Empresas”, com debate sobre como universidades e empresas devem manter uma construtiva troca de informações e como tornar esta prática uma realidade. O terceiro e último tema foi sobre “Integração/Intercâmbio entre as Diversas Instituições de Ensino Superior” e teve foco nas formas de cooperação entre escolas de Engenharia de Petróleo, com objetivo de compartilhar experiências de sucesso e aumentar o intercâmbio de alunos.

Agência Petrobras
Fonte Agência Petrobras 28/04/2013 ás 20h

Compartilhe

Petrobras participa de evento sobre educação na engenharia do petróleo