Pesquisadores discutem impacto de megaeventos na educação física escolar

Fonte Imprensa Unicamp 15/05/2013 às 10h

No dia em que o Brasil conheceu os convocados do técnico Felipe Scolari para a Copa das Confederações, o Departamento de Educação Física e Humanidades da Faculdade de Educação Física (FEF) da Unicamp promove um debate sobre o impacto de megaeventos esportivos na educação física escolar. O encontro foi aberto pela manhã, no Centro de Convenções da Unicamp pelo diretor da FEF, Paulo Ferreira de Araújo, e pelos professores Marco Antônio Bortoletto e Helena Altmann.

Na primeira conferência, o professor Marcilio de Souza Júnior fez uma avaliação das implicações dos megaeventos esportivos para a escola. Mas, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Relação com Investidores (Ibri) apresentados por ele no evento, a educação aparece como a quarta preocupação dos patrocinadores de megaeventos, enquanto o comércio aparece em primeiro lugar.

As discussões sobre megaeventos não passam pela população, na opinião de Bortoletto, chefe do Departamento de Educação Física e Humanidades e um dos organizadores do evento. Ele enfatiza que o Brasil assumiu o compromisso de sediar vários megaeventos esportivos, mas pouco se debate sobre o impacto dessas realizações em todas as áreas, entre elas a econômica e a social. Para ele, é preciso discutir a contribuição desses megaeventos para a escola regular.

Cabe à academia, na opinião de Bortoleto, organizar eventos como o fórum, que envolvam a sociedade nesses debates. A proposta é saber como esses eventos podem contribuir no ensino de educação física na escola e como as escolas e as aulas podem se relacionar com o esporte.

No período da tarde, às 14h30, especialistas da Unicamp e da Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho (Unesp) refletem sobre o desafios para a educação física escolar diante dessa nova realidade.

Assista ao vivo, pela RTV Unicamp.

Imprensa Unicamp
Fonte Imprensa Unicamp 15/05/2013 ás 10h

Compartilhe

Pesquisadores discutem impacto de megaeventos na educação física escolar