Pesquisadora e bibliotecária da UFMG lança amanhã livro inspirado na tradição do Congado

Fonte UFMG 13/08/2014 às 7h
Sandra Helena Barroso, bibliotecária da UFMG e pesquisadora, lança nesta quinta, 14, o livro O menino Catopê, inspirado na tradição do Congado da Comunidade de Pinhões, em Santa Luzia (MG).

O evento de lançamento, que terá início às 11h, no saguão do Colégio Técnico (Coltec), no campus Pampulha, terá apresentações com o Grupo Renascer, os Catopês e as Mulheres de Pinhões, além de degustação de comidas típicas e sorteios.

O menino Catopê conta a história de Caíque, que sonha em se tornar um Catopê, membro do Congado em sua comunidade. Na busca de seu objetivo, Caíque acaba descobrindo sua própria identidade junto com o leitor, que aprende mais também sobre os costumes Catopês.

Sandra Barroso pesquisa manifestações culturais brasileiras, principalmente as de origem africana e indígena, e, desde 2008, dedica-se ao estudo do Catopê na Comunidade de Pinhões, em Santa Luzia (MG). "Um dia, eu estava entrevistando um senhor que é o Catopê, o ancião da Comunidade dos Pinhões, quando seu neto irrompeu na sala, vestindo a roupa de Catopê e chamando pelo avô. Foi nesse momento que eu decidi: 'vou escrever sobre isso'", conta Sandra.

O livro será vendido por R$ 15, e o dinheiro arrecadado será doado para a Associação da Sociedade de Pinhões.
UFMG
Fonte UFMG 13/08/2014 ás 7h

Compartilhe

Pesquisadora e bibliotecária da UFMG lança amanhã livro inspirado na tradição do Congado