Peru prende outro suboficial acusado de envolvimento em suposto caso de espionagens

Fonte Ansa Flash. 27/11/2009 às 10h
Mais um suboficial da Força Aérea do Peru (FAP) foi preso sob suspeita de envolvimento em esquema para repassar informações sigilosas ao Chile, segundo anunciou o ministro peruano do Interior, general na reserva Octavio Salazar.

Justo Rufino Rios Aquilar, inspetor técnico da FAP, foi detido ontem no Aeroporto Internacional de Lima, quando desembarcava de um voo proveniente da Costa Rica.

O militar havia deixado o país em 5 de novembro, dias após a prisão do suboficial Víctor Ariza Mendoza, que já admitiu ter realizado espionagens a favor do Chile.

Mendoza, que atualmente está em uma penitenciária de segurança máxima ao norte da capital peruana, teria dito que desde 2004 recebia US$ 3 mil mensais em troca dos segredos de Estado.

O acontecimento aumentou a tensão entre Chile e Peru, que já possuem um processo no Tribunal Internacional de Justiça, em Haia, pela reconfiguração dos limites marítimos. Recentemente, um exercício militar realizado em território chileno também causou mal-estar entre as duas nações.

No último dia 18, o governo peruano entregou às autoridades de Santiago uma série de documentos que provariam os atos de espionagem.

Nos textos, além dos peruanos Mendoza e Aquilar -- que teria sido cúmplice--, Lima acusa outros militares do país de envolvimento e os chilenos Daniel Márquez Torrealba e Víctor Vergara Rojas de instigarem a ação.

O Ministério das Relações Exteriores do Chile, por sua vez, emitiu uma nota afirmando que será realizado "um cuidadoso estudo [sobre o caso], cujos resultados serão informados uma vez que este esteja concluído".
Ansa Flash.
Fonte Ansa Flash. 27/11/2009 ás 10h

Compartilhe

Peru prende outro suboficial acusado de envolvimento em suposto caso de espionagens