Pelo menos 13 empresas estão paralisadas em complexo industrial na Coreia do Norte

Fonte Agência Brasil* 08/04/2013 às 6h

 

Brasília – O Ministério da Unificação da Coreia do Sul informou hoje (8) que 13 empresas estão paradas no complexo industrial de Kaesong, o único projeto conjunto entre sul-coreanos e norte-coreanos. O problema ocorre após o governo da Coreia do Norte impedir o acesso de sul-coreanos ao local, há seis dias. Mais de 123 empresas da Coreia do Sul estão instaladas no complexo, que emprega aproximadamente 54 mil norte-coreanos.

Todos os dias trabalhadores da Coreia do Sul cruzam a fronteira em direção a Kaesong, projeto aberto em 2004 a partir de um acordo entre as duas Coreias. O impedimento do acesso nos últimos seis dias é uma decisão da Coreia do Norte. Paralelamente, os norte-coreanos ameaçam deflagrar uma guerra nuclear na região.

Segundo o ministério, mais empresas ameaçam paralisar suas atividades, pois no fim de semana ficaram sem o fornecimento de produtos, que são repassados pela Coreia do Norte.

Funcionários do Ministério da Unificação confirmaram que há um controle diário do número de cidadãos da Coreia do Sul que deixam o complexo industrial, por intermédio da zona desmilitarizada, e reconheceram que o governo sul-coreano não tem planos para tentar reverter a proibição dos norte-coreanos de acesso dos funcionários ao local.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa.

Agência Brasil*
Fonte Agência Brasil* 08/04/2013 ás 6h

Compartilhe

Pelo menos 13 empresas estão paralisadas em complexo industrial na Coreia do Norte