Patriota lamenta mortes na Venezuela e pede moderação

Fonte Agência Brasil 16/04/2013 às 19h

Brasília – O governo do Brasil acompanha com atenção o cenário político da Venezuela em meio a episódios de violência e agressão. O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, disse hoje (16) lamentar o clima de tensão e as mortes na Venezuela, dois dias depois das eleições presidenciais no país. Patriota acrescentou que a expectativa é que “prevaleçam a calma e a moderação”.

“Lamentamos as mortes e essa violência e esperamos que a normalidade se restabeleça. É importante que prevaleçam a calma e a moderação neste momento”, ressaltou Patriota, após reunião com o chanceler do Burundi (África), Laurent Kavakure. “Seguiremos acompanhando a situação, na expectativa de que a estabilidade se restabeleça no mais breve prazo. Estamos acompanhando de perto a situação na Venezuela.”

As autoridades brasileiras ainda não definiram quem será enviado para a cerimônia de posse do presidente eleito, Nicolás Maduro, no próximo dia 19. O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, embaixador Tovar Nunes, disse que o Brasil não se envolverá na questão sobre a recontagem dos votos, defendida pelo candidato derrotado, Henrique Capriles.

Maduro informou que o país vai ativar o "comando antigolpe” para enfrentar os protestos da oposição, que insiste no pedido de recontagem total dos votos da eleição do último domingo (14). Partidários de Henrique Capriles prometem novos protestos para hoje.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 16/04/2013 ás 19h

Compartilhe

Patriota lamenta mortes na Venezuela e pede moderação