Patrimônio do Rio São Francisco é tema de seminário no Norte de Minas Gerais

Fonte Assessoria de Comunicação IPHAN 13/04/2013 às 15h

No dia 12 de abril, hoje, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) participa do Seminário Igreja Matriz de Cardoso MGPolíticas de Proteção do Patrimônio Cultural, em Matias Cardoso, cidade do Norte de Minas Gerais. O evento é promovido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais, dentro do Projeto Cidadania Ribeirinha, que tem como objetivo desenvolver ações socioeducativas em municípios localizados às margens do Rio São Francisco com baixo Índice de Desenvolvimento Humano. A proposta é trabalhar a cidadania nas comunidades, estimulando o desenvolvimento sustentável da região.

 

Durante o Seminário, técnicos do IPHAN abordarão temas como a identificação, o reconhecimento e a salvaguarda do Patrimônio Imaterial, e também o Patrimônio Cultural do Rio São Francisco, identificado no inventário realizado pelo Instituto durante três anos desde a nascente até a foz do rio. A presença do IPHAN vai ressaltar, a partir da valorização do patrimônio cultural, a importância de Matias Cardoso na formação social do país. A cidade é uma das mais antigas do Brasil, com registro da passagem do grupo do bandeirante paulista Matias Cardoso desde 1612. O arraial que deu origem à cidade foi criado em 1650.

O Inventário do Rio São Francisco, do IPHAN, mapeou e registrou um vigoroso panorama da paisagem cultural e natural expresso em unidades de conservação ambiental que revelam a força dos biomas de Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga; na extensão do seu patrimônio arqueológico; na riqueza arquitetônica de bens do período colonial ou da art déco e eclética; no patrimônio naval e ferroviário; e na singularidade de manifestações culturais, das festas religiosas e saberes populares. Desde 2011, a partir da apresentação do inventário, o IPHAN promove e participa de debates para a implementação de ações conjuntas de proteção e preservação com instituições federais, empresas públicas, governos e órgãos estaduais e municipais, associações, e organizações não governamentais. O objetivo é incentivar a troca de experiências e garantir uma pactuação de esforços para a preservação da enorme riqueza cultural e natural do rio São Francisco.

O município de Matias Cardoso
Mariana e Matias Cardoso, situado na microrregião de Januária, no Norte de Minas, são consideradas as cidades mais antigas de Minas Gerais. Com cerca de 10 mil habitantes, a cidade tem forte artesanato em cerâmica e produção de queijo. É formada às margens do rio São Francisco com casas antigas ao redor de um gramado. Chamam a atenção o casarão dos padres e a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, do XVII, com grossas paredes de pedras e talhas que teriam sido esculpidas por um deficiente físico.

Veja a programação [aqui]

Assessoria de Comunicação IPHAN
Fonte Assessoria de Comunicação IPHAN 13/04/2013 ás 15h

Compartilhe

Patrimônio do Rio São Francisco é tema de seminário no Norte de Minas Gerais