Parte dos operários norte-coreanos falta ao trabalho no complexo industrial de Kaesong

Fonte Agência Brasil* 09/04/2013 às 8h

 

Brasília – Parte dos 54 mil operários norte-coreanos do complexo industrial de Kaesong, único projeto de cooperação em vigor entre as Coreias do Sul e do Norte, não compareceu hoje (9) ao trabalho. Eles cumprem ordem da Coreia do Norte, que suspendeu as atividades no parque industrial e ameaça deflagrar um conflito nuclear na região.

Funcionários do Ministério da Unificação da Coreia do Sul confirmaram que os trabalhadores não se apresentaram ao trabalho na manhã desta terça-feira e que a Coreia do Norte não planeja pôr em funcionamento os habituais serviços de ônibus utilizados como transporte dos trabalhadores entre as suas casas e o parque.

O regime norte-coreano alertou ontem (8) que pretende retirar do parque todos os 54 mil trabalhadores que atuam nas 123 empresas sul-coreanas instaladas na área, após seis dias em que impediu a entrada de cidadão da Coreia do Sul no complexo.

O complexo de Kaesong foi aberto em 2004 em uma época de aproximação entre as duas Coreias e como forma de cooperação do Sul com o Norte.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa.

Agência Brasil*
Fonte Agência Brasil* 09/04/2013 ás 8h

Compartilhe

Parte dos operários norte-coreanos falta ao trabalho no complexo industrial de Kaesong