Parque que protege Abrolhos celebra 30 anos

Fonte Comunicação ICMBio 30/04/2013 às 16h

Parque que protege Abrolhos celebra 30 anos

abro3Brasília  – O Parque Nacional Marinho de Abrolhos, no litoral sul da Bahia. acaba de completar 30 anos de criação. E as festividades, que começaram no início do mês, não param. Na sexta-feira (26), foram promovidas atividades de educação ambiental com 40 alunos da rede pública de Juerana, distrito de Caravelas (BA).

Além de oficina de pintura, ministrada pela ONG Patrulha Ecológica, os estudantes curtiram caminhada pela Trilha do Marobá, apresentação teatral do Grupo Bando da Lua, formado por crianças da comunidade da Barra de Caravelas, e jogos e brincadeiras educativas. Visitaram ainda a exposição de esculturas em madeira feitas por crianças e jovens da região, com apoio do Ateliê Astúcias e Projeto Meros do Brasil/Ecomar, que está em cartaz na sede do parque.

fotoAntes, na quarta-feira (24), o parque empossou os novos membros do conselho consultivo da unidade, renovado em dezembro de 2012. Na reunião, foram apresentados alguns resultados da gestão da UC em 2012, como número de visitações, dias de fiscalização em campo, atividades de educação ambiental e pesquisas autorizadas e realizadas. Além de lideranças, representantes do poder público e de organizações não governamentais, estavam presentes analistas ambientais da Coordenação Regional 7 do ICMBIO, em Porto Seguro (BA).

Reconhecimento internacional
O Parque Nacional Marinho de Abrolhos foi criado no dia 6 de abril de 1983. O seu principal objetivo é proteger o maior banco de corais do Atlântico Sul. O arquipélago é formado por cinco ilhas, porém, só é permitido o desembarque e visita em uma delas, a Siriba. As maiores atrações, portanto, ficam na água. Nos mergulhos, pode-se apreciar os recifes e toda a fauna marinha. A observação de baleias jubarte é a grande diversão dos passeios de barco entre os meses de junho a novembro.

O trabalho desenvolvido pela gestão do parque foi reconhecido internacionalmente em 2010 quando a unidade ganhou o título de Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA) por realizar um trabalho de educação ambiental e desenvolvimento sustentável junto às comunidades dos municípios da região costeira.

A Convenção sobre Zonas Úmidas de Importância Internacional, conhecida como Convenção de Ramsar, que defende a conservação e o uso racional de zonas úmidas no mundo, também reconheceu o Parque Nacional Marinho de Abrolhos e, com isso, colocou a unidade de conservação em evidência internacional em relação à importância de sua biodiversidade e sua proteção.

Para saber mais, visite o site do parque de Abrolhos.

Comunicação ICMBio
Fonte Comunicação ICMBio 30/04/2013 ás 16h

Compartilhe

Parque que protege Abrolhos celebra 30 anos