Parlamentares brasileiros vão observar eleições no Paraguai

Fonte Agência Câmara Notícias* 13/04/2013 às 8h

 

 

Parlamentares da Representação Brasileira no Parlamento do Mercosul (Parlasul) vão acompanhar as eleições gerais e estaduais no Paraguai, que serão realizadas no dia 21 de abril. Eles vão participar do Observatório da Democracia para as Eleições n país.

O convite foi oficializado pelo parlamentar paraguaio Ignacio Unzain Mendoza, presidente do Parlamento do Parlasul, quando veio ao Congresso Nacional brasileiro.

Os senadores Roberto Requião (PMDB-PR) e Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) e os deputados Renato Molling (PP-RS) e José Stédile (PSB-RS) vão integrar a delegação que deve participar das atividades propostas pelo Tribunal Superior de Justiça Eleitoral.

Para o senador Requião, o observatório das eleições no Paraguai é importante para recompor o Mercosul. “É preciso reconstruir o processo de integração e a retomada da democracia no Paraguai. O esforço do Parlasul é para integrar o mais breve possível o Paraguai ao bloco”, conclui Requião.

Suspensão do Mercosul
O Paraguai está suspenso do Mercosul desde que Fernando Lugo deixou a presidência do país, após processo de impeachment aprovado pelo Congresso nacional, em junho do ano passado, acusado de “mau desempenho de suas funções”.

O processo contra Lugo foi iniciado por conta do conflito agrário que terminou com 17 mortos no interior do país. O processo de impeachment durou, aproximadamente, 48 horas.

Os países membros do Mercosul e da Unasul interpretaram a atitude do Congresso Paraguaio como uma quebra dos princípios democráticos por não permitirem que Fernando Lugo elaborasse sua defesa. Por isso, as instituições supranacionais decidiram pela suspensão do Paraguai das decisões do bloco até que seja reinstaurada a democracia no país.


*Com informações da Representação Brasileira no Parlasul
Agência Câmara Notícias*
Fonte Agência Câmara Notícias* 13/04/2013 ás 8h

Compartilhe

Parlamentares brasileiros vão observar eleições no Paraguai