Parceria pela Tijuca

Fonte Ascom - MMA 23/03/2013 às 10h

Governo federal e prefeitura do Rio firmam parceria em favor da unidade de conservação federal que recebe o maior número de visitantes em todo o país
O governo federal e a prefeitura do Rio de Janeiro atuarão de forma compartilhada na gestão do Parque Nacional da Tijuca. A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, o prefeito Eduardo Paes e autoridades locais se reuniram nesta sexta-feira (22), no Rio, No comitê de acompanhamento da gestão Compartilhada do espaço. Na ocasião, foi assinado protocolo de cooperação entre o poder público e a sociedade civil para o fomento de ações sustentáveis no local.

A intenção é dar agilidade aos projetos previstos e promover melhorias que transformem o parque em exemplo de gestão a ser seguido no restante do país. A ministra destacou o potencial e a necessidade de investimentos na área. "É importante trazer estratégias inovadoras para a gestão de florestas e dar visibilidade ao parque, como um modelo para o país", declarou.

SATÉLITE

A ministra citou, como exemplo de inovação, as imagens de satélite de todo o país adquiridas pelo MMA e encaminhadas, esta semana, aos governos estaduais, como parte da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR), que pretende regularizar 5,2 milhões de propriedades rurais. Segundo Izabella, o sistema também auxiliará a tomada de decisões sobre o parque. "Esse é um instrumento de planejamento que tem de ser usado", alertou. "O foco tem de se reajustado e o desafio é correr atrás dos prejuízos".

Estabelecido por meio de portaria publicada em julho de 2012, o comitê tem se firmado como um canal de diálogo entre os diversos envolvidos na gestão do parque. "A gestão compartilhada é um avanço para a Floresta da Tijuca", afirmou o secretário de Meio Ambiente do Rio, Carlos Minc, que também participou do evento. O prefeito Eduardo Paes defendeu a participação do terceiro setor nesse processo. "Algumas ações de custeio podem ser feitas por meio de parcerias com organizações não governamentais", afirmou.

COOPERAÇÃO

O acordo assinado durante a reunião permitirá cooperação técnica entre o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e a Fundação SOS Mata Atlântica nos trabalhos desenvolvidos na Floresta da Tijuca. O espaço é a unidade de conservação federal que mais recebe visitantes. Por ano, mais de 2,5 milhões de pessoas passam pelo parque de 3.972 hectares, que abriga pontos turísticos como o Monumento ao Cristo Redentor, no Morro do Corcovado, e a Vista Chinesa.

Por meio da parceria, serão realizados estudos para o planejamento de um fundo financeiro destinado à conservação e ao manejo do parque. Também será avaliado o potencial de captação de recursos por meio de adoção de áreas, patrocínio e outras fontes de recursos.

Ascom - MMA
Fonte Ascom - MMA 23/03/2013 ás 10h

Compartilhe

Parceria pela Tijuca