Para Saramago, queda de lei italiana e eleição de Barack Obama são "sinais de esperança"

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
O escritor português José Saramago, Prêmio Nobel de Literatura de 1998, comparou a queda do Laudo Alfano à chegada do presidente norte-americano Barack Obama ao poder, classificando os dois acontecimentos como um "sinal de esperança" para a população.

"Assim como a eleição de Obama foi um sinal de esperança para o mundo, a sentença da Corte Constitucional contra a imunidade do [premier Silvio] Berlusconi é um sinal de esperança para o povo italiano, que deve retomar seu caminho", afirmou o escritor.

O Laudo Alfano é uma lei que dava imunidade penal aos quatro maiores cargos do governo da Itália, inclusive para o de primeiro-ministro, e que foi derrubada pela Justiça na última quarta-feira. Com isso, Berlusconi voltará a responder pelos processos nos quais é citado.

Saramago está na cidade italiana de Turim para promover seu último livro "O Caderno", que reúne textos publicados entre setembro de 2008 e março de 2009 no blog do autor, que leva o mesmo nome da obra literária.

No livro, o escritor, que é membro do Partido Comunista Português (PCP), não poupa críticas a sistemas de governo e políticos do panorama internacional.

"Houve um entorpecimento das consciências a nível mundial, consequência do neoliberalismo desenfreado e do tatcherismo [em referência à ex-primeira-ministra da Grã-Bretanha, Margareth Tatcher, conhecida como "Dama de ferro"], como demonstrou a crise planetária dos últimos meses", acrescentou Saramago no encontro com seus leitores em Turim.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Para Saramago, queda de lei italiana e eleição de Barack Obama são "sinais de esperança"