Para líder islâmico, novo papa pode contribuir para o fortalecimento dos laços entre as religiões

Fonte Agência Brasil 14/03/2013 às 8h

Brasília – A eleição do papa foi bem recebida pelo xeque islâmico Mohamad Khalil. Segundo ele, o novo chefe da Igreja Católica pode fortalecer o diálogo entre as religiões. “Ele [o papa Francisco] pode demonstrar ao mundo o que todos esperam das lideranças religiosas: que fortaleçam os laços entre as diferentes religiões para construir um mundo de justiça, igualdade e respeito entre os povos.”

O líder islâmico também disse que a eleição do sucessor de Bento XVI foi uma notícia “bacana” e parabenizou a escolha do arcebispo de Buenos Aires, o cardeal Jorge Mario Bergoglio, como o novo papa. “É importante para as religiões terem as suas lideranças, e agora nós sabemos qual a liderança da Igreja Católica,” disse.

Khalil, que é guia religioso da Mesquita Imam Al-Khomeini, em Foz do Iguaçu (PR), na fronteira com a Argentina, considera que o Vaticano tem, de maneira geral, uma posição positiva com o mundo islâmico e disse que estava contente com fato de o novo papa ser da América Latina, o que pode dar mais visibilidade à região. “É uma aposta na diversidade, não só em papas europeus,” ressaltou.

O religioso disse que não vê rivalidade entre católicos e muçulmanos e que todos precisam trabalhar pelo respeito e igualdade entre os povos. "Esta é a mensagem de profetas como Moisés, Jesus e Maomé: de que devemos estabelecer justiça, igualdade e respeito entre todos os povos, pois o mundo está carente dessa harmonia. Todos devemos trabalhar para estabelecer a paz, o amor e o respeito entre os povos”, disse.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 14/03/2013 ás 8h

Compartilhe

Para líder islâmico, novo papa pode contribuir para o fortalecimento dos laços entre as religiões