Para Felipe Calderón, a pobreza é o atual desafio da América Latina

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
O presidente do México, Felipe Calderón, afirmou durante a V Reunião do Grupo do Bicentenário da Independência que o atual desafio da América Latina é superar a pobreza e a desigualdade social.

Em discurso, o mandatário destacou que as celebrações podem ser a chance "para construir uma comunidade de nações, unida pelas oportunidades de bem-estar e progresso".

Calderón comentou que há 200 anos o ideal de liberdade impulsionou a independência dos países e, "agora, o desafio é avançar na superação da pobreza e da desigualdade".

Para isto, segundo o presidente, é preciso um "crescimento econômico sustentado e sustentável, com justiça, geração de empregos, fortalecimento da democracia e da pluralidade, e melhora da projeção da América Latina como região relevante na nova ordem internacional".

O México ocupa atualmente a liderança temporária do Grupo do Bicentenário, composto também por Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, El Salvador, Paraguai, Venezuela e Espanha, este último só acompanhante das celebrações.

A reunião semestral do bloco começou no último dia 26 e ocorrerá até amanhã no estado mexicano de Guanajuato, localizado no centro do país.

O Grupo do Bicentenário foi criado em 2007 com o objetivo de organizar a comemoração conjunta dos 200 anos dos primeiros movimentos de independência de alguns países da América Latina.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Para Felipe Calderón, a pobreza é o atual desafio da América Latina