Papa se reúne com embaixador dos EUA e elogia as políticas de Obama

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
O papa Bento XVI demonstrou apreço pelas políticas adotadas pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ao receber hoje o novo embaixador desse país na Santa Sé, Miguel Humberto Diaz.

Durante o encontro, o Pontífice relembrou o recente discurso do mandatário norte-americano no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) pelo desarmamento nuclear.

O Vaticano, por meio do secretário para as Relações com os Estados, monsenhor Dominique Mamberti, já expressou seu apoio em diversas ocasiões ao "desarmamento progressivo e concertado".

Bento XVI também elogiou alguns valores presentes na sociedade norte-americana, como a solidariedade e o multilaterialismo, mas chamou atenção à necessidade dos Estados Unidos protegerem a vida desde a "concepção até a morte natural".

Ressaltando que o "multilaterialismo" é positivo, o Papa destacou, contudo, que ele "não deve ser limitado a questões puramente econômicas e políticas". De acordo com Bento XVI, é preciso envolver "o inteiro aspecto das questões ligadas ao futuro da humanidade e à promoção da dignidade humana".

Ao comentar a crise econômica mundial, o Pontífice pontuou que o colapso "pede claramente uma revisão das atuais estruturas polícias, econômicas e financeiras, à luz do imperativo ético para assegurar o desenvolvimento integral de todos".

O Papa ainda relembrou a visita que Obama fez ao Vaticano em julho, durante a Cúpula do G8 na Itália, afirmando confiar em que "as relações diplomáticas entre Estados Unidos e Santa Sé, iniciadas há 25 anos, continuarão marcadas por um diálogo frutífero, pela vontade de promover a dignidade humana e o respeito aos direitos fundamentais e ao serviço da justiça, da solidariedade e da paz na inteira família humana".

Bento XVI comentou tamém sua viagem apostólica em abril de 2008 aos Estados Unidos, realizada antes da eleição de Obama. O Pontífice definiu o país como "uma sociedade coesa e pluralista", "enriquecida pelo dom das novas gerações, e também por parte de muitos imigrantes".

O Pontífice ressaltou que "nos meses recentes", "a dialética entre tradição e originalidade, unidade e diversidade, voltou a chamar a atenção do mundo, em que muitos povos veem a experiência norte-americana na própria procura por um modelo de democracia e desenvolvimento harmônico, de uma sociedade sempre mais global e interdependente".

Casado e pai de quatro filhos, Diaz, de 45 anos, é o primeiro diplomata de origem latina a representar o país no Vaticano. Ele foi conselheiro do presidente Barack Obama durante a campanha eleitoral e substituirá Mary Ann Glendon.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Papa se reúne com embaixador dos EUA e elogia as políticas de Obama