Papa se dedicou a aproximar católicos e judeus, diz representante da comunidade israelita

Fonte Agência Brasil 13/03/2013 às 19h

São Paulo – A expectativa sobre o papado de Francisco é a melhor possível na comunidade israelita, segundo o presidente executivo da Federação Israelita do Estado de São Paulo, Ricardo Berkiensztat. De acordo com ele, o então arcebispo de Buenos Aires, Jorge Mario Bergoglio, eleito hoje (13) papa da Igreja Católica, se dedicava a ter boas relações com os rabinos argentinos.

“Há uma relação antiga entre o cardeal, agora papa Francisco, e a comunidade judaica na Argentina. Ele é um cardeal que se dedicou muito à questão inter-religiosa, ou seja, ele tem toda uma relação com a comunidade judaica, com rabinos da Argentina. Ele participou de alguns eventos da comunidade judaica local e a comunidade judaica também foi convidada para participar de eventos na Igreja Católica”, disse.

O presidente da federação disse que o momento em que Francisco assume o papado é um “ponto sem retorno” na relação da Igreja Católica com as demais religiões. “Hoje a igreja caminha para uma relação com outras religiões em um ponto sem retorno. Independentemente de quem fosse o novo papa, essa relação permaneceria frutífera e seria acrescida de valores, de mais relação ainda”.

O arcebispo de Buenos Aires, Jorge Mario Bergoglio, de 76 anos, foi eleito hoje sucessor de Bento XVI à frente da Igreja Católica. É o primeiro pontífice latino-americano e jesuíta. Ele também é o primeiro a assumir o pontificado com o antecessor vivo em 600 anos e adotou o nome de Francisco.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 13/03/2013 ás 19h

Compartilhe

Papa se dedicou a aproximar católicos e judeus, diz representante da comunidade israelita