Papa retoma orientações de encíclica contra a crise mundial

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
O papa Bento XVI ressaltou, na audiência geral de hoje, a importância da ética na economia como meio de reativar as esperanças para sair da atual crise econômica mundial, tema de sua última encíclica, "Caritas in Veritate".

Referindo-se à Convenção Nacional dos Conselheiros Eclesiásticos da Coldiretti, iniciada hoje em Roma, o Pontífice comentou que "as temáticas desta convenção são um estímulo para reafirmar os princípios éticos da economia, a fim de reativar a esperança e a solidariedade".

Em sua carta apostólica, divulgada em julho passado, Bento XVI havia falado da importância da "responsabilidade e ética nas relações comerciais" e da necessidade da ética "para o correto funcionamento [da economia, ndr.]; não de uma ética qualquer, mas de uma ética amiga da pessoa". 

A Coldiretti é uma organização italiana de representação de pessoas e empresas que operam na área agrícola. Os Conselheiros Eclesiásticos não fazem parte das funções institucionais da entidade, mas têm o objetivo de repassar os valores éticos e os princípios morais e sociais da Igreja.

O evento, que dura até a próxima sexta-feira, foi aberto esta manhã com uma missa celebrada pelo secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone, que defendeu que "a Igreja não promove somente a defesa da terra, da água e do ar, que o Criador deu a todos, mas se esforça, sobretudo, para proteger o homem contra a destruição de si mesmo".

Bertone também citou trechos de "Caritas in Veritate" e destacou na homilia que "quando a ecologia humana é respeitada dentro da sociedade, a ecologia ambiental também traz benefícios".

"A Igreja considera as questões relacionadas com o ambiente e a sua preservação intimamente ligadas ao desenvolvimento humano integral", pontuou o secretário, demonstrando desejo de que a agricultura possa contribuir "para a construção de um mundo onde a paz seja fruto da real divisão dos bens da terra, entre todos os seus habitantes".

Na audiência geral de hoje, realizada na sala Paulo VI no Vaticano, o Pontífice também relembrou os ensinamentos de São Pedro Damião, cardeal do século XI, nascido na italiana de Ravena. O religioso ficou conhecido, entre outras coisas, porque virou personagem da obra literária "A Divina Comédia", de Dante Alighieri.

Bento XVI falou sobre a contribuição do santo na reforma da Igreja Católica, seu profundo misticismo e sua a capacidade de compreender o mistério da fé no rigor da vida monástica.

"É necessário seguir o seu exemplo e saber encontrar o silêncio dentro de nós para falar com Deus, que fala com nós na oração e na meditação", explicou o Pontífice, pedindo ainda para que a Igreja Católica seja unida, deixando presente sempre o sentimento de universalidade.

O Papa, que está passando uma temporada no Palácio Pontifício de Castel Gandolfo, se dirigiu hoje ao Vaticano para celebrar a audiência geral.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Papa retoma orientações de encíclica contra a crise mundial