Papa recorda Concílio de Trento para pedir formação sólida a sacerdotes

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
O papa Bento XVI voltou a ressaltar a importância dos sacerdotes terem uma formação sólida, ao discursar hoje durante a audiência geral realizada no pátio interno do Palácio Apostólico de Castel Gandolfo, perto de Roma.

Diante de cerca de três mil fiéis, o Pontífice traçou um paralelo entre a época atual e o período sucessivo ao Concílio de Trento (1545-1563), reunião ecumênica convocada pelo papa Paulo III para assegurar a unidade da fé e estabelecer novas medidas religiosas, uma vez que paralelamente ocorria a Reforma Protestante.

"O Concílio de Trento havia estabelecido normas para a edificação dos seminários e a formação dos sacerdotes, porque a crise da Reforma também era condicionada pela insuficiente formação dos sacerdotes, que muitas vezes não eram intelectualmente e espiritualmente completos, não eram preparados no coração e na alma", disse Bento XVI.

O Pontífice relembrou o trabalho de São João Eudes, que viveu na França no século XVII, contando que sua principal contribuição "foi a fundação de uma congregação religiosa dedicada à tarefa de dar uma formação sólida para os sacerdotes".

"Ele encorajou os seminaristas a crescerem em santidade, confiantes no amor de Deus”, pontuou o Papa, explicando que assim como naquela época, atualmente também "há a necessidade que os sacerdotes testemunhem a misericórdia de Deus com uma vida toda conquistada por Cristo".

Bento XVI já havia alertado para uma boa formação religiosa em outras ocasiões, principalmente devido ao Ano Sacerdotal, iniciado no último dia 19 de junho, com o tema "Fidelidade de Cristo, fidelidade do sacerdote".

Em março, durante uma audiência da Assembleia Plenária da Congregação para o Clero, o Pontífice defendeu que a formação dos sacerdotes deve envolver "as melhores energias eclesiásticas".

"As radicais mudanças sociais ocorridas nas últimas décadas devem mover as melhores energias eclesiásticas para curar a formação dos candidatos à carreira religiosa", afirmou o Papa, ressaltando que para isto acontecer é necessário vigiar as novas estruturas e organizações pastorais, para que "não haja interpretações errôneas" e nem menosprezo do sacerdócio.

Bento XVI ainda está com o braço direito imobilizado devido a uma queda que sofreu no mês passado, durante seu período de férias na residência pontifícia de Les Combes, nos alpes italianos.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Papa recorda Concílio de Trento para pedir formação sólida a sacerdotes