Papa incentiva diálogos pelo fim de conflitos nas Filipinas

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
O papa Bento XVI incentivou a "reconciliação e a mútua compreensão" para pôr fim aos conflitos armados que atingem as Filipinas, ao receber hoje as credenciais da embaixadora do país na Santa Sé, Mercedes Arrastia Tuason.

"Encorajo todos a terem perseverança até que a paz prevaleça", disse o Pontífice, explicando que é necessário "facilitar o diálogo e a troca cultural", de modo que "a paz não possa mais ser o produto de processos técnicos elaborados com critérios legislativos, jurídicos ou econômicos".

O Papa comentou que, "em uma época em que o nome de Deus é muito usado por certos grupos, o trabalho da caridade é particularmente urgente".

O arquipélago das Filipinas é a única nação da Ásia com população de maioria católica. No entanto, no sul do país, principalmente na região de Mindanao, há uma minoria muçulmana e separatista, o que já ocasionou conflitos, atualmente promovidos pela Frente Moro Islâmica de Libertação (FMIL).

Bento XVI também demonstrou pesar pelo tufão Ketsana, que atingiu o arquipélago e outros países do Oceano Pacífico no início da semana.

Enviando suas orações às vítimas fatais da tempestade tropical (cerca de 300 em toda a região), o Pontífice pediu para o governo do país prosseguir com as intervenções infraestruturais para alcançar o desenvolvimento e melhorar as condições de vida das camadas mais pobres da população.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Papa incentiva diálogos pelo fim de conflitos nas Filipinas