Papa envia carta para Mães da Praça de Maio

Fonte Ansa flash 18/04/2013 às 12h

Francisco informou que compartilha da dor dos familiares dos desaparecidos na ditadura argentina

BUENOS AIRES, 18 ABR (ANSA) - O papa Francisco afirmou que compartilha a dor dos familiares dos desaparecidos na ditadura argentina ao responder uma carta da líder das Mães da Praça de Maio, Habe de Bonafini. "O Papa compartilha a vossa dor e as de muitas mães daquele momento da história Argentina", afirmou o Pontífice através do monsenhor Antonie Camilleri, vice-secretário vaticano para as Relações com os Estados. A resposta de Francisco através de Camilleri foi divulgada em Buenos Aires pelas próprias Mães da Praça de Maio. Ao recordar a dor de quem, "sofreu e sofre, a trágica perda" dos seus caros nos anos da última ditadura Argentina (1976-83). O Pontífice também pede a Deus "força para lutar pela erradicação da pobreza no mundo, Sua Santidade aprecia muito, é para ser lembrado, aqueles que estão próximos aos mais necessitados". Após uma série de críticas iniciais, em 21 de março passado, Bonafini informou que enviou uma carta ao Papa, na qual afirmava que não tinha conhecimento do trabalho desenvolvido durante os anos por Jorge Mario Beroglio, na Argentina a favor dos mais necessitados. "Don Francisco, não conhecia o seu trabalho pastoral. Hoje compreendo, com surpresa pelos meus companheiros o seu trabalho nos bairros mais pobres. Tenho esperança de mudanças no Vaticano, nesta América Latina temos sofrido muito", afirma Bonafini na carta.

Ansa flash
Fonte Ansa flash 18/04/2013 ás 12h

Compartilhe

Papa envia carta para Mães da Praça de Maio