Palestino decreta fim de negociações com Israel

Fonte ANSA 19/08/2014 às 20h
Conflito na Faixa de Gaza recomeçou durante trégua de 24 horas

19 Agosto, 19:53•CAIRO•ZLR

(ANSA) - Azzam al Ahmad, chefe da delegação palestina que negocia no Egito um cessar-fogo com Israel, disse nesta terça-feira (19) que as tratativas estão encerradas e que a culpa é do Estado judeu. "Israel nunca levou as conversas a sério e usou os foguetes lançados hoje como uma desculpa, mas era uma decisão planejada para sabotar as negociações", afirmou.

Os dois lados haviam chegado a um acordo na noite de segunda (18) para prorrogar a trégua de cinco dias então vigente por 24 horas. Contudo, logo na manhã desta terça, três mísseis foram disparados contra a região de Neguev, em Israel, que ordenou uma imediata resposta do Exército contra o Hamas na Faixa de Gaza.

Segundo as Forças Armadas israelenses, ao longo do dia foram lançados 40 mísseis pelo grupo fundamentalista, enquanto os militares conseguiram atingir 30 alvos no território palestino. Já Ezzat el Rishq, um alto dirigente do movimento islâmico, declarou que o Estado judeu é responsável pela retomada da violência e não terá segurança enquanto o mesmo não for garantido para os habitantes da Faixa.

A agência de notícias palestina Maan diz que três pessoas, incluindo uma criança de três anos, morreram por conta dos ataques israelenses contra Gaza nesta terça. (ANSA)
ANSA
Fonte ANSA 19/08/2014 ás 20h

Compartilhe

Palestino decreta fim de negociações com Israel