País avança no controle da hipertensão, destaca Humberto Costa

Fonte Agência Senado 01/06/2012 às 13h

O senador Humberto Costa (PT-PE) destacou em Plenário, nesta sexta-feira (1º), os avanços no controle da hipertensão arterial, graças aos programas preventivos e às facilidades de acesso ao tratamento. Conforme dados de abril do Ministério da Saúde, citados pelo senador, 6,9 milhões de hipertensos tiveram acesso a medicamentos gratuitos durante o primeiro ano do programa Saúde Não Tem Preço.

– Esse é um tema de saúde que muito tem preocupado os profissionais de saúde, os gestores e a população em geral. A hipertensão é uma doença às vezes silenciosa, mas com uma série de conseqüências graves que afetam a qualidade de vida e podem ser letais – comentou Humberto.

O senador destacou que o programa do atual governo é uma inovação do Farmácia Popular, implantado por ele mesmo quando era ministro da Saúde no primeiro mandato do presidente Lula.

Como disse, a idéia inicial foi garantir descontos no valor de medicamentos em redes de farmácia de todo o país, oferecendo à população carente acesso a remédios para a hipertensão e ainda a diabetes, outra doença crônica.

O senador, que tem formação em Medicina, salientou que a ação é fundamental para a redução das internações e dos agravamentos ocasionados pela hipertensão arterial, como as disfunções renais e as doenças coronarianas.

De acordo com o senador, 22,7% da população adulta brasileira sofrem com a hipertensão, problema mais comum entre as mulheres (25,4%), conforme dados do Levantamento da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2011). A frequência da doença aumenta com a idade, atingindo 59,7% dos brasileiros com mais de 65 anos.

- Ou seja, mais da metade da nossa população idosa sofre com os resultados da pressão arterial alterada – observou.

Humberto Costa observou que o governo investe em outras modalidades de ações para enfrentar a doença. Como exemplo, citou acordo feito em 2011 com a indústria alimentícia para a redução dos níveis de sal em alguns produtos, como o macarrão instantâneo e os salgadinhos.

Ao destacar as ações preventivas, o senador se disse gratificado ao ver outra iniciativa sua servir de inspiração para um programa nacional, no caso a Academia da Saúde. Segundo ele, esse programa é baseado no Academia da Cidade, que ele implantou inicialmente em Recife, em 2002, quando foi secretário de saúde na primeira gestão do PT.

Comissão da Verdade

Humberto Costa registrou ainda a instalação, nesta sexta-feira, da Comissão da Memória e Verdade em Pernambuco, denominada Dom Hélder Câmara. Nos moldes da Comissão Nacional da Verdade, o comitê estadual vai apurar e esclarecer crimes de sequestro, morte, desaparecimento e tortura no período da ditadura militar, entre 64 e 85, ocorridos no estado ou contra pernambucanos em outras regiões do país. Serão investigados ainda crimes cometidos durante a ditadura do Estado Novo.

A comissão contará com nove integrantes, seis indicados por entidades da sociedade civil e três pelo governo do estado. O coordenador será o ex-deputado federal e ex-presidente da OAB Fernando Vasconcelos Coelho, que integrou a chamada ala autêntica do MDB.

 

Agência Senado
Fonte Agência Senado 01/06/2012 ás 13h

Compartilhe

País avança no controle da hipertensão, destaca Humberto Costa