Oposição quer explicação sobre "ingerência" de países nas eleições

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
O oposicionista Partido Nacional irá pedir que o chanceler uruguaio, Pedro Vaz, compareça ao Parlamento para explicar a suposta "ingerência" de embaixadores de Argentina, Cuba e Venezuela nas eleições presidenciais e legislativas do último dia 25 de outubro.

Segundo informou hoje a imprensa do país, a Comissão Permanente no Poder Legislativo se reunirá amanhã para considerar a iniciativa dos nacionalistas, que será exposta pelo deputado Jaime Trobo.

De acordo com o pedido, o ministro uruguaio deverá explicar a presença de diplomatas argentinos, cubanos e venezuelanos no Hotel NH Columbia, onde os partidários da Frente Ampla se reuniram para acompanhar a apuração dos votos.

O partido de oposição diz que, em diversos momentos, os embaixadores Hernán Patiño Mayer (da Argentina), Carmen Pérez Mazón (de Cuba) e Franklin González (da Venezuela) se mostravam com expressões de respaldo ao candidato presidencial da coalizão governista, José Mujica.

Os nacionalistas também questionam a recente "ingerência" da presidente argentina, Cristina Kirchner, que na última semana utilizou duas listas de votação da Frente Ampla para apresentar um projeto de reforma eleitoral.

O ex-presidente Luis Lacalle, do Partido Nacional, foi o segundo mais votado nas últimas eleições e enfrentará Mujica no próximo dia 29. A coalizão do senador e ex-guerrilheiro tupamaro obteve 48,16% das preferências, não atingindo os mais de 50% necessários para que ele fosse eleito no primeiro turno.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Oposição quer explicação sobre "ingerência" de países nas eleições