Oposição dá ultimato a Assad para encerrar violência na Síria

Fonte Agência Brasil 31/05/2012 às 10h
Brasília - O comando do Exército Livre Sírio, que faz oposição ao governo do presidente da Síria, Bashar Al Assad, deu ultimato até o meio-dia de amanhã (1º) – 6 horas em Brasília – para o governo encerrar a série de violência no país e respeitar o plano de paz negociado com a Organização das Nações Unidas e a Liga Árabe.

"Se o regime sírio não cumprir o prazo do meio-dia de sexta-feira [1º], o comando do Exército sírio anuncia que não estará mais vinculado ao plano de [Kofi] Annan [emissário da ONU e da Liga Árabe para a Síria] e o nosso dever será a proteção dos civis”, diz o Exército Livre Sírio (ELS) em comunicado.

Na terça-feira (29), Kofi Annan conversou com Assad sobre o plano de paz. O presidente sírio alegou que as dificuldades são impostas por “terroristas armados”. A reação de Assad ocorreu no momento em que a comunidade internacional condenou o governo sírio pelo massacre de 108 pessoas em Houla, no Centro do país.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 31/05/2012 ás 10h

Compartilhe

Oposição dá ultimato a Assad para encerrar violência na Síria