Oposição apresenta queixa contra Erdogan

Fonte ANSA 12/08/2014 às 22h

Para opositores, ele deveria ter deixado cargo ao ser eleito

12 Agosto, 13:35•ANCARA•ZSG

(ANSA) - A oposição turca apresentou uma queixa formal à Suprema Corte de Apelações de Ancara contra o primeiro-ministro islamista, Recep Tayyip Erdogan. O líder, que venceu as eleições presidenciais no último domingo, se manteve no cargo de chefe de Governo e de líder do partido islâmico Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP, na sigla em turco), o que é proibido pela Constituição local.

Na denúncia, o deputado social-democrata Attilla Kart aponta que o primeiro-ministro deveria ter renunciado ontem, quando a Comissão Suprema Eleitoral (YSK, na sigla em turco) o declarou vencedor das eleições presidenciais. Erdogan assumirá suas novas funções 28 de agosto, quando termina o mandato do seu antecessor Abdullah Gul.

De acordo com a imprensa turca, no entanto, o primeiro-ministro não tem nenhuma intenção de renunciar antes da data da posse, para poder controlar a nomeação do seu sucessor como chefe do Governo e do partido. Um congresso extraordinário do AKP e foi convocado para 27 de agosto.

Erdogan foi eleito neste domingo como novo presidente da Turquia, ainda no primeiro turno. De orientação islâmica e conservadora, ele ocupa o cargo de chefe de Governo desde 2003 e decidiu concorrer na primeira votação direta para chefe de Estado - que antes era escolhido pelo Congresso - com o objetivo de manter e aumentar seu poder no país. (ANSA)
ANSA
Fonte ANSA 12/08/2014 ás 22h

Compartilhe

Oposição apresenta queixa contra Erdogan