Operação Onda Verde: a tecnologia a favor do meio ambiente

Fonte Ascom/Ibama 14/03/2013 às 8h

Sinop (13/03/2013) – Com o objetivo de ocupar todas as áreas da Floresta Amazônica acometidas pelo desmatamento ilegal durante 12 meses por ano, a operação Onda Verde ocupou de forma ostensiva os estados do Pará, de Mato Grosso, Rondônia e Amazonas, considerados pelo monitoramento ambiental como áreas críticas. Nesses estados, foram instaladas bases avançadas de fiscalização.

No Mato Grosso, os primeiros números da operação impressionam. Em menos de 40 dias de ação, já foram apreendidos 15 tratores, sendo quatro de esteira, cujo poder de destruição é muito grande, cinco caminhões e duas colheitadeiras, além de 70 toneladas de arroz. Foram embargados 3.790 hectares de terras e aplicados mais de R$ 12 milhões em multas.

O superintendente do Ibama no Mato Grosso, Marcus Keynes, esteve hoje em Sinop. Em visita à imprensa, informou que o Ibama passará a trabalhar com autos de infração eletrônicos. “Você registra a infração em um equipamento que permite num clic disponibilizar todas as informações nos sistemas de controle, o que nos dará agilidade, facilitando o combate imediato aos ilícitos ambientais”, explica. Disse também que o Ibama está trabalhando com imagens de satélite de altíssima resolução, que possibilitam, em tempo real, localizar áreas desmatadas de cinco metros. Em relação à mobilidade, Keynes falou que o Ibama pretende aumentar sua frota de veículos adaptados ao solo amazônico, que serão todos rastreados e dotados de sistema de comunicação via satélite. A frota de helicópteros aumentou para sete aeronaves.

O superintendente do Ibama no Mato Grosso conclui dizendo que quem produzir em terras embargadas, comprar, vender ou transportar produtos oriundos dessas terras, além de perder o produto, os equipamentos e os veículos, responderão solidariamente por crime ambiental.

 

 

 

Ascom/Ibama
Fonte Ascom/Ibama 14/03/2013 ás 8h

Compartilhe

Operação Onda Verde: a tecnologia a favor do meio ambiente