OMS pode usar remédios experimentais contra Ebola

Fonte ANSA 06/08/2014 às 21h

Missionário espanhol contrai vírus na Libéria; Madri manda avião

06 Agosto, 20:46•RIAD•ZBF

(ANSA) - A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou nesta quarta-feira (6) que avalia o uso de remédios experimentais para tentar combater a epidemia de Ebola na África. Em um comunicado, a entidade ligada às Nações Unidas disse que, no início da semana que vem, será criado um painel de especialistas encarregados de estudarem os aspectos éticos da ação.

O governo espanhol informou que o primeiro cidadão do país foi contaminado com a doença. A vítima é um missionário de 75 anos que atua na Libéria. Madri já enviou um avião militar, com grupo de médicos, para repatriar o homem. Será o primeiro caso da doença na Europa.

Por sua vez, a Arábia Saudita informou a primeira morte por decorrência do Ebola no país. Trata-se de um cidadão saudita que tinha visitado a Serra Leoa, de acordou com o governo.

Por sua vez, a presidente da Libéria, Ellen Johnson Sirleaf, fez um apelo para que a população faça um jejum de três dias, acompanhado de orações, para "pedir a proteção divina contra a epidemia do Ebola". O conselheiro religioso da mandatária, reverendo Jervis Witherspoon, informou que as orações têm início às 15h locais e serão transmitidas pela televisão. A Libéria é um dos países da África mais atingidos pelo vírus, cujo índice de mortalidade pode chegar a 95%. A OMS informou que subiu para 932 o número de mortes causadas pela doença. Atualmente, há 1.711 casos registrados de contaminação, na Guiné, Libéria, Serra Leoa e Nigéria. (ANSA)
ANSA
Fonte ANSA 06/08/2014 ás 21h

Compartilhe

OMS pode usar remédios experimentais contra Ebola