Oi e Descarte Certo lançam fábrica de reciclagem de lixo eletroeletrônico no Rio Grande do Sul

Fonte Comunicação Corporativa Oi 21/04/2013 às 20h
 
  • Investimento no RS é de R$ 2 milhões. No país, o investimento é de R$ 16 milhões em fábricas de manufatura reversa.
  •  
  • Unidade fará parte de parque industrial de manufatura reversa, implantado pela Oi e a Descarte Certo no Brasil, que dará capacidade instalada para cumprir as determinações da Política Nacional de Resíduos Sólidos e atender às indústrias de eletroeletrônicos.
  •  
 
Porto Alegre, abril de 2013 – A Oi e a empresa Descarte Certo – do Grupo Ambipar – anunciaram, nesta quinta-feira, o lançamento de uma nova unidade de manufatura reversa em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul. Esta é a segunda fábrica inaugurada pelas duas empresas, que fecharam no final do ano passado parceria estratégica para a implantação de um parque industrial de manufatura reversa no Brasil.
 
No total, a Oi financiará a construção e ampliação de seis fábricas de reciclagem no país. Em contrapartida, a Descarte Certo prestará serviços de coleta, manufatura reversa e destinação final de resíduos produzidos pela Oi e seus fornecedores, clientes e colaboradores. Desde fevereiro, a Descarte Certo já vem realizando a coleta em lojas próprias e franquias exclusivas da Oi. O total do financiamento será de R$ 10 milhões ao longo de seis anos. A Descarte Certo aportará mais R$ 6 milhões na operação.
 
O investimento na unidade de Novo Hamburgo será de R$ 2 milhões. A fábrica de Novo Hamburgo terá capacidade de processamento de 150 toneladas/ mês, chegando a 1.800 toneladas por ano, o suficiente para atender mais de 10% da geração de resíduos eletroeletrônicos na região sul do país prevista para 2013. A Oi e a Descarte Certo estimam que o investimento no Rio Grande do Sul vai gerar cerca de 1 mil empregos diretos e indiretos.
 
“Com a inauguração desta unidade no Rio Grande do Sul, a Oi está dando continuidade ao processo, iniciado ano passado, de instalação de fábricas para reciclagem de lixo eletroeletrônico nas cinco regiões do país. Com essa iniciativa, a Oi reforça seu compromisso socioambiental com o país e se posiciona na vanguarda do setor de telecom em relação ao gerenciamento dos resíduos da atividade produtiva”, explicou Bayard Gontijo, diretor de Tesouraria e Relações com Investidores da Oi.
 
Para Lucio Di Domenico, diretor-presidente da Descarte Certo, “a região Sul é responsável por mais de 16% do consumo de eletroeletrônicos no país. Além dos ganhos em sinergia operacional e otimização de custos, esta nova unidade estará equipada com processos fabris e tecnologia de ponta”.
 
Além da unidade em Novo Hamburgo, as duas empresas já contam com outra em Americana, em São Paulo, que passa por um processo de ampliação. As demais unidades serão instaladas no Amazonas, em Goiás, no Rio de Janeiro e na região Nordeste. A localização foi definida com base no mapa de consumo, com o objetivo de reduzir o custo ambiental e financeiro. Ao todo, as fábricas vão gerar cerca de cinco mil empregos diretos e indiretos. A capacidade de processamento total será de 1.200 toneladas de resíduos por mês, praticamente dobrando a capacidade instalada para processamento de lixo eletroeletrônico atual no país.
 
A Oi é a primeira operadora de telefonia e a primeira empresa da iniciativa privada a fechar uma parceria estratégica que viabiliza a cadeia completa de gestão de resíduos sólidos. A iniciativa permitirá à companhia antecipar sua adequação à Lei 12.305, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), e que deve ter caráter obrigatório a partir do segundo semestre de 2013, após regulamentação. Na PNRS estão previstas a redução da geração de resíduos, a reutilização dos resíduos sólidos e a destinação ambientalmente adequada dos rejeitos. Também está prevista a responsabilidade compartilhada dos geradores de resíduos, o que inclui desde os fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes até os consumidores, na logística reversa dos resíduos e embalagens pós-consumo.
 
Hoje, a Oi já realiza o gerenciamento do material descartado junto aos seus prestadores de serviços utilizando empresas de reciclagem homologadas pelos órgãos ambientais. São toneladas de produtos como cobre, alumínio e ferro, cabos de fibra ótica, baterias, cabos telefônicos, sucatas de informática, fibra de vidro, partes de peças de telefones públicos vandalizados, sucatas de mobiliário, entre outros. O objetivo é alcançar 100% de reaproveitamento dos produtos, com a reinserção destes materiais na cadeia produtiva.
A companhia também disponibiliza urnas coletoras em suas lojas para o recolhimento de aparelhos celulares, baterias e acessórios, em cumprimento à regulamentação federal aplicada pela Resolução 401/08 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). A coleta é ainda estendida aos colaboradores, com urnas coletoras em 40 prédios administrativos. Com isto, considerando prédios administrativos e lojas, foram destinados à reciclagem 43 mil itens em 2012.
Sobre a Oi
 
A Oi, empresa pioneira na prestação de serviços convergentes no país, oferece transmissão de voz local e de longa distância, telefonia móvel, banda larga e TV por assinatura. A Oi está presente em todo o território nacional. Em dezembro de 2012, a empresa possuía 74,3 milhões de Unidades Geradoras de Receitas (UGRs). Deste total, 46,3 milhões estavam no segmento Móvel Pessoal, 19,1 milhões no segmento Residencial, 9 milhões no segmento Empresarial/Corporativo e 727 mil Telefones de Utilidade Pública (TUP).
 
Pelo quinto ano consecutivo, a Oi integra o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&F Bovespa, refletindo o alto grau de comprometimento da companhia com a responsabilidade social e a adoção de práticas gerenciais sustentáveis. A companhia integra também, pelo terceiro ano consecutivo, a carteira do Índice de Carbono Eficiente (ICO2) da BM&F Bovespa.
 
 
 
Sobre a Descarte Certo
 
A Descarte Certo é especializada na gestão, valorização e destinação de resíduos pós-consumo ou, como são chamados, produtos de uso geral após o fim de sua vida útil. São mais de 100 tipos de produtos processados pela empresa, entre eles, cartuchos de impressoras, tonners, celulares, smartphones, pilhas, baterias, aparelhos de som, televisores, microcomputadores, geladeiras, freezers, fogões, lavadoras, secadoras, aparelhos de ar condicionado, câmeras fotográficas, móveis e até automóveis.
Na Descarte Certo esses produtos passam por um processo de manufatura reversa (desindustrialização), seus componentes são separados, processados e reintegrados na cadeia de produção. Durante esse processo, um cuidado especial é tomado para evitar que contaminantes e metais pesados, presentes, sobretudo, em eletroeletrônicos, sejam liberados ao meio ambiente. Dessa forma a Descarte Certo garante máximo reaproveitando de componentes eletrônicos e o descarte seguro de resíduos sem aproveitamento.
A Descarte Certo também oferece soluções a consumidores comuns para o descarte de produtos, com coleta pré-agendada. Saiba mais em http://www.grupoambipar.com.br/descarte-certo/quem-somos.php.
 
Sobre o Grupo Ambipar
 
O Grupo Ambipar tem sua origem no ano de 1929, quando o empresário Guido Borlenghi fundou a G-Borlenghi Transportes. Ao longo de várias décadas, a empresa ampliou seu escopo de atuação, passou por aquisições e fusões, e acabou se especializando na oferta de soluções para demandas ambientais. Hoje o Grupo Ambipar pode ser considerado líder em soluções e gestão ambientais no País. Composto por dez empresas, o Grupo atua essencialmente nas áreas de gestão de resíduos, serviços de mão de obra especializada, tratamento e valorização de resíduos, atendimento emergencial, transporte e logística, compostagem de resíduos orgânicos e industriais, produtos para proteção ambiental, gestão de resíduos automotivos e resíduos pós-consumo. Tamanha flexibilidade de atuação faz do Grupo Ambipar uma das poucas empresas no Brasil capaz de oferecer soluções customizadas e integradas em gestão ambiental. Empresa de capital 100% nacional, o Grupo Ambipar tem sua atuação pautada pelo compromisso com a sustentabilidade da sociedade e a preservação do mundo para as futuras gerações. Já atende a mais de seis mil organizações em todo o Brasil e ainda na Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai, França, Moçambique e Angola. Saiba mais sobre as empresas que compõem o Grupo Ambipar:
  • Ambitec – Gestão de Resíduos
  • Ambitec – Serviços de Mão de Obra Especializada
  • Brasil Ambiental – Tratamento e Valorização de Resíduos
  • Suatrans Cotec – Atendimento Emergencial
  • Multiambiental – Coletas e Transportes
  • Getel – Transporte e Logística
  • Bioland – Compostagem de Resíduos Orgânicos e Industriais
  • Ambclean – Produtos para Proteção Ambiental
  • Resi Solution – Gestão de Resíduos Automotivos
  • Descarte Certo – Gestão de Resíduos Pós-Consumo
  •  
 
Para mais informações, acesse http://www.grupoambipar.com.br.
Comunicação Corporativa Oi
Fonte Comunicação Corporativa Oi 21/04/2013 ás 20h

Compartilhe

Oi e Descarte Certo lançam fábrica de reciclagem de lixo eletroeletrônico no Rio Grande do Sul