Odontologia da USP atende 10 mil pacientes especiais em 25 anos

Fonte Agência FAPESP 11/08/2014 às 9h
A Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (FO-USP) comemorou, em julho, 25 anos de funcionamento do Centro de Atendimento a Pacientes Especiais (Cape), que já ofereceu assistência odontológica ambulatorial a mais de 10 mil pacientes com distúrbios neuropsicomotores, patologias sistêmicas crônicas e doenças infectocontagiosas.

A maioria dos pacientes é atendida por cirurgiões-dentistas do Programa de Atualização em Odontologia para Pacientes Especiais e alunos de pós-graduação da FO-USP. “Também temos o objetivo de promover atividades de ensino e desenvolver pesquisa científica de maneira simultânea e integrada aos atendimentos”, disse a coordenadora do Cape, Marina Gallottini.

Entre os mais recentes trabalhos científicos realizados no centro está a pesquisa “Desenvolvimento de sistemas e serviços de saúde odontológica em interface com saúde mental”, conduzida por Gallottini com apoio da FAPESP, que traçou um fluxo ideal de atendimento odontológico de pacientes com doença psíquica, estabelecendo e padronizando o mínimo de fundamentos para futuras estratégias de políticas públicas mais efetivas e inclusivas.

A pesquisa envolveu cirurgiões-dentistas, psicanalistas e auxiliares de enfermagem no desenvolvimento de condutas que facilitem a colaboração do paciente e ampliem seu acesso ao tratamento odontológico.

“Buscamos promover o entendimento da doença psíquica por parte dos cirurgiões-dentistas, de suas implicações na saúde bucal, ao mesmo tempo em que sensibilizamos os demais profissionais sobre a importância do cuidado odontológico na qualidade de vida do indivíduo com doença mental”, explicou.

Também foi viabilizada com apoio da FAPESP, por meio do programa Equipamentos Multiusuários (EMU), a aquisição de aparelho de tomografia computadorizada de superalta resolução para avaliação e mensuração de estruturas ósseas e dentais em imagens tridimensionais em pesquisas clínicas.

As instalações do Cape, projetadas para a circulação de macas e cadeiras de rodas, ocupam 800 metros quadrados (m²) da FO-USP. A infraestrutura é dotada de 12 equipos odontológicos completos, salas de raios X, sala cirúrgica, sala de recuperação, sala para amamentação, trocador, “escovódromo” e consultórios fechados para equipes multidisciplinares, com atendimento em fonoaudiologia, fisioterapia e psicologia, entre outros espaços.

Atendimentos

São realizados por mês mais de mil procedimentos odontológicos em cerca de 800 pacientes nas especialidades de dentística, periodontia, endodontia, semiologia, cirurgia, prótese e ortodontia.

O Cape atende adultos e crianças de qualquer região do país. O critério de triagem é o grau de complexidade do estado de saúde geral, uma vez que apenas pacientes comprometidos sistemicamente são aceitos para tratamento.

Os atendimentos são realizados durante todo o ano, ininterruptamente, de segunda a sexta-feira, nos períodos da manhã e da tarde.

Mais informações em www.fo.usp.br.
Agência FAPESP
Fonte Agência FAPESP 11/08/2014 ás 9h

Compartilhe

Odontologia da USP atende 10 mil pacientes especiais em 25 anos