Observatório Nacional, Fundep e empresa BG estudarão Bacia do Parnaíba

Fonte Ascom do ON 26/04/2013 às 20h
 
 
O Observatório Nacional (ON/MCTI), a BP Energy do Brasil e a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep), ligada à Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), assinaram um contrato para desenvolver, ao longo de três anos, estudos na Bacia da Parnaíba, situada no nordeste do país.

 

O objetivo é fazer um levantamento utilizando diferentes técnicas geofísicas terrestres para mapear a estrutura da bacia e fornecer um contexto exploratório para a região.

O contrato foi assinado nesta quinta-feira (25) pelo diretor do ON, Sergio Fontes, e pelo presidente da BP Energy do Brasil, Guillermo Quintero. Esse é o primeiro contrato da empresa com uma instituição de pesquisa brasileira.

A Bacia do Parnaíba é uma das maiores bacias intracratônicas do mundo – uma porção da crosta terrestre que se mantém estável, praticamente imóvel, por um longo período de tempo. Os estudos do projeto envolvem uma região de aproximadamente mil quilômetros de comprimento. Os métodos geofísicos a serem utilizados permitem conhecer as características geoelétricas da região e caracterizar as estruturas da crosta e do manto, a espessura dos sedimentos e outros parâmetros, como a porosidade e a densidade da bacia.

As atividades em campo começam neste ano para a coleta de dados gravimétricos, magnéticos e magnetotelúricos. Os trabalhos serão conduzidos pelo Observatório Nacional em conjunto com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e a Universidade de Oxford, da Inglaterra.

 

 

Ascom do ON
Fonte Ascom do ON 26/04/2013 ás 20h

Compartilhe

Observatório Nacional, Fundep e empresa BG estudarão Bacia do Parnaíba