Obras de arte

Fonte Ministério da Cultura 13/08/2016 às h

Obras de arte

Não é apenas na capital carioca que os jogos olímpicos e paralímpicos deixarão legado. Entre maio e agosto, a tocha olímpica passou por 328 cidades brasileiras, de todas as regiões do Brasil.  Em 22 delas, até setembro, serão erguidas manifestações em artes visuais permanentes, como monumentos e instalações, em homenagem ao período dos jogos e à passagem da chama olímpica.

 

As obras são resultado do Prêmio Arte Monumento Brasil2016, lançado pelo Ministério da Cultura, Fundação Nacional de Artes (Funarte) e Subchefia de Assuntos Federativos da Secretaria de Governo da Presidência da República. 

 

 Nova Chama, escultura concebida pela artista Gabriela Gusmão para Nova Friburgo (RJ), inaugurada no dia 30 de julho. Uma simbólica gaivota em aço corten com três metros de altura pousa num campo gramado firmando um ponto de mutação na via expressa, no bairro de Olaria, por onde passou a tocha olímpica. (Foto: Divulgação)

 

 

Dos 22 projetos selecionados, quatro obras de artes visuais já foram inauguradas, duas no estado do Rio, em Paraty e Nova Friburgo; uma em Tiradentes (MG) e a quarta em Florianópolis (SC). A próxima será nesta sexta-feira (12) em Ipameri (GO). 

 

Foi nessa cidade goiana que a arquiteta e artista Dorys Daher nasceu e viveu parte da vida antes de se mudar, definitivamente, para o Rio de Janeiro. Dorys foi uma das candidatas contempladas pelo edital, que premiou com R$ 30 mil cada projeto que criasse um legado de monumentos permanentes em locais públicos de grande circulação e visitação nas cidades por onde passou a tocha olímpica. A arquiteta se debruçou sobre o projeto por meses e, há 10 dias, está na cidade goiana para finalizar a montagem e instalação da obra.

 

Escultura Cores, representação da união entre as nações: quebra de fronteira e encontro de pessoas (Foto: Divulgação)
 

A escultura Cores, obra criada por ela para a cidade, se assemelha aos aros olímpicos, símbolo das Olimpíadas, e será instalada na Praça Rui Barbosa. Assim como os aros, a obra representa a união entre as nações. "São cinco aros, desentrelaçados, completamente diferentes da logo oficial das olimpíadas. O desentrelaçamento não significa algo ruim, pelo contrário. A união dos povos se dá não pelos aros se tocando, mas pela possibilidade que a escultura dá de as pessoas a atravessarem, como se estivessem quebrando fronteiras e se encontrando", explica. 

 

A artista conta que o monumento busca transmitir leveza, baile e brincadeira, além de passar o equilíbrio da diversidade que existe na cidade.  Ipameri recebeu, no início do século 20, forte influência de imigrantes de diversos países: espanhóis, alemães, portugueses, italianos, tchecos, japoneses, sírios e libaneses. A mistura de pessoas de variadas origens está presente na estrutura do município, bem como no espírito dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Paralímpicos, cujo símbolo dos cinco aros, com cores diferentes, representa a união entre os continentes.

 

Além do simbolismo, o local escolhido para a escultura não foi por acaso. "É uma praça esquecida, que era entregue às drogas", lamenta Dorys."(Com o monumento) a praça foi imediatamente restaurada pela prefeitura. Nestes 10 dias de construção, muitos moradores vieram agradecer e dizer que estão felizes em ver a praça mais revitalizada e levantada e com esperanças de vê-la ser mais usada", completa. 

 

Confira outros monumentos que serão inaugurados:

 

O Povo Brasileiro

Inauguração: 22 de agosto – Curitiba (PR) 

Proponente: Giusy de Luca

Este projeto consiste na realização de um mural em grande escala intitulado O Povo Brasileiro no prédio histórico da Fundação Cultural de Curitiba sob a superfície do moinho desativado Rebouças. O Povo Brasileiro promoverá, através da arte, o encontro entre o muralista Wes Gama e a reflexão sobre as nossas origens. Nos reconhecemos como brasileiros, compreendendo o quão complexa é essa definição.

 

Chama Navegante

Inauguração: 19 de agosto – Juazeiro (BA)

Proponente: Antonio Carlos Coelho de Assis

A obra em fibra de vidro e metal dialoga com o vapor Saldanha Marinho, monumento à navegação à margem do rio São Francisco, no antigo porto de Juazeiro/BA. Sintetiza as figuras de carranca, vela e barco, constitutivas da memória local, as quais, reunidas, formam uma imagem dinâmica da tocha olímpica.

 

Espectros Olímpicos

Inauguração: 20 de agosto – Rio de Janeiro (RJ)

Proponente: PB Filmes LTDA 

Espectros Olímpicos e? uma escultura luminosa instalada no chafariz monumental da Praça Paris, na Glória, Rio de Janeiro. Como uma obra de alquimia ou magia, seu jogo de luzes projeta uma chama de fogo em meio aos jatos d'água da fonte, em uma releitura contempora?nea das fantasmagorias do se?culo XIX.

 

Piro Agogo II

Inauguração: 21 de agosto – Bauru (SP)

Proponente: Rafael Antonio Barci Leite 

O monumento Piro Agogo, de 3,3m de altura por 6m de comprimento, será construído no Parque Vitoria Régia, em Bauru (SP), em concreto armado. A obra é inspirada nos valores, na chama e no tempo olímpico e paralímpico. Seu nome é de origem grega, que em uma tradução simplista significa o "fogo que conduz".

 

Três Morros 

Inauguração prevista para 23 de agosto – Porto Alegre (RS)

Proponente: Marina de Camargo Silva

Três Morros (entre ilhas) é um projeto que homenageia a cidade de Porto Alegre, pensado a partir da observação da paisagem da capital gaúcha. O desenho das silhuetas de três morros da cidade tornam-se o principal elemento do trabalho (Morro da Glória, do Osso e o Morro Santa Teresa), juntamente com a alteração da topografia do local com a criação de morros artificiais. O local de instalação será o Parque Marinha do Brasil.

 

O Goleiro

Inauguração prevista para 27 de agosto – Niterói (RJ)

Proponente: Instituto Rubens Gerchman 

Realização da escultura icônica O goleiro, de Rubens Gerchman, na Praça Juscelino Kubitschek, próximo às barcas e à Universidade Federal Fluminense, em Niterói.

 

Escultura Olímpica Mogi das Cruzes 2016 

Inauguração prevista para 28 de agosto – Mogi das Cruzes (SP)

Proponente: Ornitorrinco Produções LTDA 

Escultura Olímpica Mogi das Cruzes 2016 é um projeto da artista Elisa Matos com a Ornitorrinco Produções. A obra Unidade e Diversidade, instalada no Parque Centenário da Imigração Japonesa, em Mogi das Cruzes, evidencia as afinidades entre arte e jogo e convida à interação.

 

Piscina Troféu-Monumento

Inauguração: 29 de agosto – Guarulhos (SP)

Proponente: Flora Ramanelli Assumpção

A obra de arte Piscina Troféu-Monumento, de Flora Assumpção, será construída com materiais e linguagens contemporâneas (acrílico cristal azul e alvenaria revestida de azulejos de cor azul claro) e instalada no Bosque Maia, parque público de Guarulhos (SP) em homenagem aos Jogos Olímpicos Brasil2016.

 

Piripiri/16: Por Entre as Chamas Olímpicas

Inauguração: 31 de agosto – Piripiri (PI)

Proponente: Tennessee Felipe Costa Freitas 

A obra Piripiri/16: por entre as Chamas Olímpicas visa fomentar a produção e o intercâmbio de ideias no campo das artes visuais e esportivas. Reacender neles o espírito de interesse por esses valores, integrando a Praça da Bandeira (local de instalação da escultura, em Piripiri – PI) aos grandes centros urbanos do país.

 

Cortejo à Tocha

Inauguração prevista para 27 de agosto – Serra do Salitre (MG)

Proponente: Renato Barbosa de Almeida 

Este projeto apresenta a cultura popular da Serra do Salitre, inspirado nas festividades do congado local e reverencia a tocha olímpica. Ele se traduz por um estandarte com referências ao congado, ao valor olímpico e ao artista Décio Noviello,que será instalado no campo de futebol.

 

Incentivo ao Esporte Olímpico

Inauguração: 29 de agosto – Porto Alegre (RS)

Proponente: Dalila Adriana da Costa Lopes 

A obra Incentivo ao Esporte Olímpico, de autoria de Adriana Xaplin, localiza-se no Parque Alim Pedro, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. É um monumento de concreto e aço corten, medindo 200 x 200 x 80, que irá resgatar os valores olímpicos em lugar público construído para a prática esportiva.

 

Artesporte – Cores Para Chapecó

Inauguração: 1º de setembro – Chapecó (SC)

Proponente: Rodrigo Cardoso dos Santos 

O objetivo deste projeto é desenvolver um mural utilizando o grafite como linguagem no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes em Chapecó. A intenção é trabalhar esse estilo contemporâneo e urbano para a modificação e transformação do espaço escolhido, marcando um grande acontecimento para a cidade.

 

5 Continentes

Inauguração: 2 de setembro – Vitória da Conquista (BA) 

Proponente: George Varanese Neri 

5 continentes é uma obra arte monumento ecológica. Os cinco anéis do símbolo olímpico serão dispostos à superfície demarcando uma área que servirá de suporte e delimitação para que árvores típicas dos cinco continentes possam crescer e fomentar o elo entre natureza, homens e raças.

 

Monumento Horizonte

Inauguração: 2 de setembro – Niterói (RJ)

Proponente: Felippe Moraes Cardoso 

A obra configura-se como um observatório em que o sujeito é convidado a subir as suas escadas e direcionar o olhar a uma fresta que permite ver apenas o horizonte, exaltando-se o silêncio do ato poético de observar o inatingível. A escultura será construída em aço corten e instalada no Caminho Niemeyer, de frente para a Baía de Guanabara.

 

Ímpeto

Inauguração: 2 de setembro – Belém (PA)

Proponente: Raio Verde Produções Ltda ME 

Composta por sete barras de ferro entrecruzadas, fincadas na terra e apontadas ao céu, a obra está situada no Portal da Amazônia, Belém (PA). Em sua forma, apresenta o cruzamento de existências individualizadas, que apoiam-se umas às outras, em um jogo de forças e de sustentação.

 

De Laguna à Grécia 

Inauguração prevista para 7 de setembro – Laguna (SC)

Proponente: Alencar Mambach Loch 

O monumento, minimalista, simula em sua forma a tocha olímpica, em seu topo cinco listras referindo-se aos arcos olímpicos. Sugere constante superação dos atletas. Voltado para a Grécia, permite uma conexão entre a cidade de Laguna e o berço da essência olímpica. Praça Manuel F. Pinho, Laguna (SC).

 

Cartografia Olímpica: Um Encontro Pela Paz, União e Amizade

Inauguração: 14 de setembro – Vitória (ES)

Proponente: Oparque – Centro de Criação e Inovação Ltda ME 

Com o projeto Cartografia Olímpica será realizada uma pintura de grande escala no piso do principal complexo esportivo de Vitória, o Tancredão. O desenho, que interage com o público, retrata o ‘mapa-múndi' como símbolo do encontro dos continentes pela paz, união e amizade, valores da chama olímpica.

 

Veja aqui mais informações sobre o Prêmio Arte Monumento Brasil2016

Ministério da Cultura
Fonte Ministério da Cultura 13/08/2016 ás h

Compartilhe