Obama defende direito de defesa de Israel

Fonte Ansa flash 21/03/2013 às 20h

O primeiro-ministro israleita afirmou que não fará concessões com o assunto segurança

JERUSALÉM, 20 MAR (ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o primeiro-ministro de Israel, Benyamin Netanyahu, concordaram hoje que o governo israelita tem o direito de se defender de ameaças de ataques de seus vizinhos. Netanyahu explicou que sobre o "direito de autodefesa", Israel não pretende fazer concessões, nem mesmo "ao melhor amigo". "A diplomacia e as sanções internacionais não pararam os esforços do Irã de ter armas nucleares", disse o primeiro-ministro durante a coletiva de imprensa após o encontro com Obama, em Jerusalém, defendendo que seu país "tem o direito de se defender". O presidente norte-americano apoia a posição de Netanyahu e acrescentou que "a necessidade de Israel à segurança é realmente única. A segurança de Israel não é negociável". Para Obama, "Israel deve poder se defender sozinha de qualquer ameaça". Obama e Netanyahu também comentaram sobre a relação entre Israel e Palestina e disseram que "Israel está completamente focada com os palestinos para uma solução entre os dois Estados".

Ansa flash
Fonte Ansa flash 21/03/2013 ás 20h

Compartilhe

Obama defende direito de defesa de Israel