Número de internautas ultrapassou a marca dos 150 milhões

Fonte Da Redação 14/07/2018 às h

O número de internautas ultrapassou ainda em 2016 a marca dos 150 milhões de pessoas de 10 anos ou mais de idade. Os dados são do IBGE: Acesso à Internet e à Televisão e Posse de Telefone Móvel Celular para Uso Pessoal. De acordo com o levantamento - que é bom ressaltar é do ano passado e já está, certamente defasado em função da evolução dos acessos fixo e móvel no Brasil  - 57,5% da população de 10 anos ou mais de idade (102,1 milhões) utilizou a Internet nos 90 dias anteriores à pesquisa.

Hoje Isso significa que 54% da população não teve acesso à rede. O uso da Internet mostrou relação direta com as classes de rendimento mensal domiciliar per capita, com o maior percentual (92,1%) na classe de mais de 10 salários mínimos, e menor (32,7%) na classe sem rendimento a 1/4 do salário mínimo. Entre os que não utilizaram, 88,2% pertenciam a classe de rendimento domiciliar de até 2 salários mínimos per capita (66,5 milhões de pessoas).

No grupo de pessoas de 15 anos ou mais de estudo, a proporção daqueles que utilizaram a Internet atingiu 92,3% ao passo que ficou abaixo dos 50,0% entre aqueles com até sete anos de estudo. Apesar de ter havido uma proporção maior de utilização da Internet entre os estudantes da rede privada (97,3%) em relação aos do ensino público (73,7%), em números absolutos o acesso pelos estudantes da rede pública (19,9 milhões) foi mais que o dobro que o daqueles que estudavam em instituições privadas (9,0 milhões).

Segundo um levantamento realizado em 2017 pelo TIC Domicílios, cerca de 46% das residências do país não possuem acesso à rede. A maioria dos brasileiros que permanecem “desconectados” vivem nas zonas de periferia das grandes metrópoles ou então em áreas rurais no interior do Brasil. Caso fosse considerada a parcela de domicílios com acesso precário ou limitado à internet, essa porcentagem seria ainda maior. Saiba mais em Acesso a Internet no Brasil.


Celulares

O Cenário atual se destaca que o contingente de pessoas que tinha telefone celular para uso pessoal cresceu 147,2% em uma década, passando de 56,3 milhões de pessoas em 2005 para 139,1 milhões em 2015. Os percentuais foram maiores na área urbana (82,8%) que na rural (52,8%), entre as mulheres (78,9%) que entre os homens (77,6%) e entre a população de 25 a 29 anos (89,8%). 

A proporção de domicílios com acesso à Internet cresceu de 54,9% (36,8 milhões de domicílios) em 2014 para 57,8% (39,3 milhões de domicílios) em 2015. O percentual de domicílios com acesso à Internet por meio de microcomputador caiu de 76,6% para 70,1% dos domicílios com Internet, entre 2014 e 2015. Em contrapartida, houve crescimento na conexão de Internet por telefones celulares, de 80,4% para 92,1% dos domicílios com Internet.

Essas e outras informações estão na página do IBGE sobre o Acesso à Internet e à Televisão e Posse de Telefone Móvel Celular para Uso Pessoal, realizado em convênio com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, que pode ser acessada aqui.

 

Da Redação
Fonte Da Redação 14/07/2018 ás h

Compartilhe

Número de internautas ultrapassou a marca dos 150 milhões