Novos hábitos economizam água

Fonte Ascom - MMA 22/03/2013 às 17h

No Dia Mundial da Água, o MMA alerta para o desperdício de um bem tão vital.
Dá para economizar água a partir de algumas mudanças de hábitos no dia-a-dia. Esse é o recado que o Ministério do Meio Ambiente (MMA) passa no Dia Mundial da Água, comemorado neste 22 de março. A água destinada à população das cidades chega a ter 40% de desperdício. Economizar água é uma responsabilidade compartilhada por todos.

Aproximadamente 75% da água consumida numa casa são gastos no banheiro. Uma boa dica é evitar tomar banhos prolongados. As pias não devem ficar abertas enquanto se escova os dentes ou faz a barba. Também é importante observar todas as torneiras da casa, prevenindo e consertando goteiras e vazamentos. Uma goteira pode desperdiçar até 46 litros de água por dia. E, se a água estiver fluindo em forma de filete, perde-se de 180 a 720 litros diários.

A Política Nacional de Recursos Hídricos, associada a atitudes conscientes dos cidadãos, pode contribuir decisivamente para a economia da água, que é fonte a todas as formas de vida. “A educação ambiental se propõe a chamar a atenção de gestores e da sociedade para uma consciência mais solidária na conservação deste bem vital”, afirma o diretor do Departamento de Educação Ambiental (DEA), da Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental (SAIC) do MMA, Nilo Diniz. Essas ações educativas geram um impacto positivo no planeta. Para regar as plantas, por exemplo, uma boa alternativa é guardar a água da chuva que desce pelas calhas.

“VARRER” O CHÃO

Outras dicas incluem reutilizar a água da máquina de lavar para limpar calçadas ou o quintal, evitando a prática de “varrer” o chão com água potável, não deixar torneiras abertas enquanto ensaboa as mãos ou as louças, assim como preferir lavar o carro usando baldes de água e panos em vez da mangueira. Quando a água está correndo normalmente pela torneira, chegam a ser desperdiçados até 12 mil litros por dia. Se estiver fluindo em forma de jato, pode chegar a 45 mil litros diários.

Maria Georgete da Silva Santos, moradora de Sobradinho I (DF), mudou os hábitos há sete anos para diminuir o desperdício de água. “Como já tinha piscina em casa e com isso gastava muita água, resolvi adotar medidas de reaproveitamento”, afirma. Georgete reutiliza a água da máquina de lavar para limpar toda área de serviço e as garagens. Ela mandou fazer dois baldes grandes que servem para recolher a água que será reaproveitada. “Um investimento que tem gerado economia”, destaca.

NO TRABALHO

Não é só em casa que dá para economizar água. No trabalho também é possível adotar medidas de contenção. Uma recomendação simples é colocar adesivos com mensagens educativas, lembrando a todos da necessidade do bom uso da água, principalmente nos banheiros.

A substituição das torneiras e as caixas de descarga por outras mais econômicas também ajuda, além da utilização de dispositivos que podem resultar numa redução de vazão de até 12 litros por minuto por peça sanitária (torneiras, chuveiros, etc.). A reutilização da chuva pode ser feita por meio de um sistema de reaproveitamento. Essa água não potável pode ser usada nas instalações sanitárias, lavagens de garagens e automóveis e para irrigação de jardins.

Observar as contas de água do edifício também pode ajudar a indicar aumentos de consumo incomuns que podem representar vazamentos ou desperdício de água pelos usuários. Por isso, é preciso ficar atento a esse tipo de problema para solicitar o imediato conserto de torneiras, bebedouros e descargas vazando no local de trabalho.

Essas ações estão inseridas na Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P), programa do MMA que promove a reflexão sobre a responsabilidade socioambiental e incentiva a adoção de práticas sustentáveis no ambiente de trabalho. Um dos eixos do programa estimula o uso racional dos recursos naturais e bens públicos.

Ascom - MMA
Fonte Ascom - MMA 22/03/2013 ás 17h

Compartilhe

Novos hábitos economizam água