Novo ciclo de desenvolvimento inclusivo

Fonte Ascom - MMA 27/04/2013 às 9h
Ministra destaca mudanças na agenda ambiental brasileira e defende tratamento igualitário entre países pela sustentabilidade

“O Brasil passou por grandes avanços nas últimas décadas. Mais do que um novo começo, estamos vivendo mudanças profundas na política ambiental”, afirmou a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, que participou nessa quinta-feira (25), em São Paulo, do Seminário Sindical Internacional da CUT - Central Única dos Trabalhadores, sobre o tema “Desenvolvimento Econômico e Sustentabilidade”.

Izabella participou da mesa que discutiu Novos Padrões de Consumo, Economia Solidária e Meio Ambiente. “O Brasil é um país estratégico, do ponto de vista ambiental, com a missão de erradicar a pobreza e começar um novo ciclo de desenvolvimento inclusivo”, afirmou.

A discussão ambiental vai muito mais além do que o desmatamento da Amazônia. “Aliás, somos o país que mais reduziu a emissão de gases e não ganhamos nada por isso. Devemos ter um tratamento igualitário entre os países quando se fala de sustentabilidade, e todos devem ter os mesmos direitos e deveres”, adiantou.

A ministra citou o exemplo dos investimentos em saneamento básico nos últimos sete anos no país, que passou de R$ 500 milhões para R$ 40 bilhões. “Demos um salto enorme e precisamos trabalhar ainda mais para que o acesso aos recursos naturais e a distribuição de renda sejam cada vez mais equitativos”, finalizou a ministra.

SAIBA MAIS

O Seminário Sindical Internacional da CUT faz parte da programação do Dia do Trabalhador, comemorado na próxima quarta-feira, 1º de maio. Durante toda a quinta-feira, nas três mesas de debates foram discutidos temas ligados ao mundo do trabalho como reforma agrária; justiça social e segurança alimentar; novos padrões de consumo; economia solidária e meio ambiente; energia, produção e emprego sustentáveis.
Ascom - MMA
Fonte Ascom - MMA 27/04/2013 ás 9h

Compartilhe

Novo ciclo de desenvolvimento inclusivo